...Mais e mais...





A humanidade transformou-se em uma grande família, tanto que não podemos garantir a nossa própria prosperidade se não garantirmos a prosperidade de todos. Se você quer ser feliz, precisa resignar-se a ver os outros também felizes.
                                                                 



O amor real é a base de tudo, a fundação, a Fonte. As religiões perverteram e deformaram o amor. Era através do amor que Jesus fazia milagres. Amor real junto com magnetismo. Todas as vibrações acumuladas criam uma corrente. Essa corrente traz a força do amor. O amor real é uma força cósmica que passa por nós. Se a cristalizarmos, ela se torna um poder – o maior poder no mundo. Mais para frente você estudará magnetismo em livros, não importa quais, isso irá lhe dar material. E com o amor como base, você vai poder curar paralíticos e fazer os cegos verem.Gurdjieff



O Caminho da Vida
O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido. Charles Chaplin






O amante e o Amado
Deus é amor. E o amor deve amar. E para se amar deve haver um amado. Mas como Deus é Existência infinita e eterna, não há ninguém para Ele amar além Dele mesmo. E para poder amar a Si mesmo ele deve imaginar-se como o amado a quem Ele como o amante imagina amar. A relação amado e amante implica separação. E a separação cria anseio e o anseio resulta em procura. E quanto mais ampla e intensa é a procura maior será a separação e mais terrível será o anseio. Quando o anseio é o mais intenso a separação está completa e a finalidade da separação, que tinha a finalidade de permitir que o amor pudesse experimentar a si mesmo como o amante e o amado, é cumprida; e a União é o que resulta. E quando a União é atingida, o Amante vem a saber que o tempo todo ele próprio era o Amado a quem ele amou e com quem desejou a União e que todas as situações impossíveis que Ele superou eram obstáculos que Ele mesmo colocou no caminho para Si mesmo. Atingir a União é tão incrivelmente difícil porque é impossível tornar-se o que você já é! A união não é nada além do conhecimento de si mesmo como o Sujeito Único. 





O vinho e o Amor 

Os poetas-mestres Sufi frequentemente comparam o amor com o vinho. O vinho é a figura mais apropriada para o amor porque ambos intoxicam. Mas enquanto o vinho causa o auto-esquecimento, o amor leva à auto-realização (A realização do Ser). O comportamento do bêbado e do amante são semelhantes; ambos ignoram os padrões de conduta do mundo e são indiferentes à opinião do mundo. Mas há mundos de diferença entre o curso e o objetivo dos dois: um leva à escuridão subterrânea e à negação; o outro dá asas à alma para seu vôo para a liberdade. A embriaguez do bêbado começa com um copo de vinho que exalta seu espírito e afrouxa suas afeições e dá-lhe uma nova visão da vida que promete um esquecimento de suas preocupações diárias. Ele passa de um copo para dois copos, para uma garrafa; do companheirismo para o isolamento, do esquecimento ao oblívio — esquecimento, que, na realidade, é o estado Original de Deus, mas que, com o bêbado, é um estupor vazio — e ele dorme em uma cama ou uma sarjeta. E ele desperta em um amanhecer de futilidade, um objeto de repulsa e ridículo para o mundo. A embriaguez do amante começa com uma gota do amor de Deus que lhe faz esquecer o mundo. Quanto mais bebe mais perto ele se aproxima de seu Amado e mais indigno do amor do Amado ele se sente. E ele anseia sacrificar sua própria vida aos pés de seu Amado. Ele também não se importa se dorme em uma cama ou em uma sarjeta e torna-se um objeto de ridículo para o mundo; mas ele repousa em êxtase e Deus, o Amado, cuida do seu corpo fazendo com que nem os elementos e nem doença alguma possam tocá-lo. Um dentre os muitos amantes desse tipo vê Deus face a face. Então, seu anseio torna-se infinito. Ele é como um peixe jogado na praia, pulando e se contorcendo para recuperar o oceano. Ele vê Deus em toda parte e em tudo, mas não pode encontrar o portão da União. O Vinho que ele bebe transforma-se em fogo no qual ele queima continuamente numa bem-aventurada agonia. E o fogo torna-se eventualmente o Oceano da Consciência Infinita, no qual ele se afoga.

Eu sou a Infinita Consciência 
Acredite que eu sou o Antigo. Não duvide disso nem por um momento. Não há nenhuma possibilidade de eu ser alguém mais. Eu não sou este corpo que você vê. É só um casaco que coloco quando venho visitá-los. Eu sou a Consciência Infinita. Eu sento com vocês, brinco e riu com vocês, mas estou trabalhando simultaneamente em todos os planos de existência. Perante a mim estão os santos e os mestres e santos perfeitos das fases iniciais do caminho espiritual. Eles são formas diferentes de mim. Eu sou a Raiz de cada um e de cada coisa. Um número infinito de ramos brotam de mim. Trabalho através de cada um e sofro em cada um de vocês e para cada um de vocês. Minha felicidade e meu infinito senso de humor sustentam-me em meu sofrimento. Os incidentes divertidos que acontecem aliviam meu fardo. Pense em mim; mantenha-se alegre em todos os seus desafios e eu estarei com você ajudando-lhe.



O Amor/Bondade diz exatamente como preparar o terreno para desenvolver e aprofundar este tipo de amor:
Isto é o que deve ser feito por aquele que é hábil nos seus propósitos,que quer progredir para o estado de paz:Ser capaz, correto e sincero,fácil de ser instruído, gentil e sem arrogância,satisfeito e fácil de ser sustentado,com poucas obrigações, vivendo de maneira simples,com as faculdades em paz, um mestre,modesto, e sem cobiça por benfeitores.
(...)
Como uma mãe arriscaria sua vidapara proteger o seu filho, seu único filho,da mesma forma, com relação a todos os seres, cultiva um coração sem limites.Com boa vontade para todo o universo,cultiva um coração sem limites.

pensar que o amor é uma boa ideia. Há trabalho a fazer, alguma atenção a ser dispensada. Precisamos expressa- lo na forma como lidamos com as pessoas. Ser "capaz, correto e sincero" significa estar comprometido com uma honestidade e simplicidade básicas, falando e agindo sem enganar e sem segundas intenções.
Ser "fácil de ser instruído e gentil" significa ser abordável e na verdade fazer da gentileza e da facilidade a nossa prática na forma de estarmos com os outros. E não ser orgulhoso, lembra-nos do verdadeiro sentido da humildade, que não é uma submissão, mas em vez disso, a falta de egocentrismo:Joseph Goldstein, One Dharma



Verdadeira natureza do amor e compaixão
Nós não conhecemos o amor puro. No amor puro não existe restrição de nenhum tipo, não há julgamento, não há propósito, e não há exceção. O amor puro é como a fragância de uma rosa. A rosa espalha a sua fragância sem nenhum tipo de propósito. Não tem nenhuma razão para espalhar a sua fragância. Não espera qualquer louvor ou recompensa. É perfumada porque sê-lo é a sua própria natureza. O amor abnegado e a compaixão são a natureza do Atman.
Quando manifestamos tal amor e compaixão nas nossas interações estamos, de fato, a relacionar-mo-nos com o mais profundo ser da pessoa. A esse nível, somos todos essencialmente Atman, não indivíduos diferentes. Portanto, amor e compaixão tornam-nos confortáveis e felizes com os outros; os seus opostos, apego e aversão, fazem-nos sentir desconfortáveis e tensos. Assim, temos que orar ao Senhor para que nos conceda uma abundância de amor e compaixão. 
Razão de Tudo
Deus é a brisa da manhã que toca suavemente o seu rosto.É a força do mar que vai e vem em doce balanço.Deus é o primeiro raio de sol que aquece seu corpo, é também o último, que traz a noite para o teu descanso.Deus é a gota de chuva que renova a vida, é o cheiro da terra molhada que se espalha pelo vento.Deus é a calma do crepúsculo, é o mar sem revolta, é o infinito do céu azul que te cobre a cabeça.Deus é misericordiosa planta, que cede seus elementos para a cura das tuas feridas.Deus é a bendita fruta que te alimenta.Deus é a sabedoria dos que se dedicam a ensinar, curar, ouvir, diagnosticar, consolar, dividir.Deus não subtrai, soma, multiplica, e por amor a todos nós, dividiu seu Filho mais amado com quem não soube reconhecer a sua Luz.Deus é amor, é vida e justiça, e por tantas coisas que nos oferece, nós agradecemos e pedimos humildemente, que nossa casa, seja digna de receber ao menos uma réstia de sua Luz, através do seu filho, nosso querido e amado, Jesus.Que Ele esteja em sua casa ainda hoje e te dê a vida com abundância, afinal de contas, você é uma daspessoas mais importantes na lista de Deus!Amém.
Autoria: Paulo Roberto Gaefke.










Postar um comentário