Yôga

Introdução

Nos tempos antigos  Hatha-yoga costumava ser ensinada secretamente,transmitida de mestre a discípulo,tendo por meta preparar o corpo para a iniciação Raja-Yoga ou Yoga Real.
As escrituras sanscritas sobre hatha-yoga datam de muitos séculos e eram também muito secretas,
sendo necessária a explicação de um iniciado para compreende-las.

Desde o começo do século XX,contudo,diversos mestres orientais - persas,hindus,japoneses e
tibetanos - consentiram em revelar aos ocidentais  certas técnicas que antes eram cercadas   de
misterios.Para colher os frutos destas técnicas,você precisa apenas desenvolver uma certa prática
diária.
saúde,juventude e alegria de viver são recompensas.A ordem das posturas nas lições deve ser seguida.
Voce pode organizar outros programas de exercícios yoguis,de acordo com o seu progresso,mas a ordem básica deve ser mantida.



Desce ao mais profundo do teu ser e verás que és forte.
Chega ate o fundo de tua natureza.
Ali descobrirás que és sincero em teu esforço espiritual.

Durante alguns anos demos orientação para varias instituições e o s resultados são surprendentes.Mesmo para quem está na melhor idade.



O yoga como fonte de paz,acaba fundamentalmente nos levando:

 a natureza,
vida,
liberdade,
luz
ao silencio criador.
O yoga adere de forma latente.

Nos leva a beleza e paz de acordo com os principios da natureza.
Nos tira a ilusao de buscarmos segurança fora de si mesma.
Devemos mergulhar em nós,no auto conhecimento .E então 
encontrar e vivenciar a paz DIVIDINDO E REPARTINDO com
todos.A partícula infinita daquele que está em nós.
Nadja Feitosa


As 20 instruções espirituais contém a exata essência de toda a Yoga Sadhana, Karma, Bhakti, Jnana e Yoga e virão todas para aquele que as segue com todo o coração. Elas são chaves infalíveis para um desenvolvimento rápido e efetivo da cultura, do físico, do mental, moral e do ser espiritual do homem.

1. BRAHMAMUHURTA
Levante-se às 4 AM diariamente. Isto é Brahmamuhurta e é extremamente favorável para Sadhana. Faça toda sua prática espiritual matutina entre 4AM e 6:30 AM ou 7 AM. Esta prática lhe trará progresso rápido e maximizado.

2. ASANA
Sente-se em Padmasana (postura de lótus), Siddhasana (postura do adepto) ou Sukhasana (uma postura fácil) para sua prática de Japa e meditação por meia hora ou uma hora, voltado para o norte. Aumente o tempo de permanência gradualmente, até atingir 3 horas. Pratique Sirshasana (postura sobre a cabeça) e Sarvangasana (postura sobre os ombros) para a manutenção da saúde e Brahmacharya. Pratique exercícios leves como caminhadas, etc. regularmente. Faça vinte ciclos de Pranayamas (exercícios de controle respiratório). Não exija muito de si ao fazer Pranayamas.

3. JAPA
Você pode repetir qualquer Mantra (sílaba sagrada) como Om or Om Namo Narayanaya, Sri Ram, Sita Ram, Sri Ram Jaya Ram Jaya Jaya Ram, Om Namah Sivaya, Om Namo Bhagavate Vasudevaya, Om Saravanabhavaya Namah, Hari Om, ou Gayatri (Mantra Védico sagrado), de acordo com seu gosto e inclinação, de 108 até 21.600 vezes diariamente. Devotos de Cristo podem repetir o nome de Jesus ou da Virgem Maria, Mãe de Jesus. Parsis, Sikhs e Mulçumanos podem escolher um Nome ou Mantra do Zend Avesta, Granth Sahib ou Alcorão, respectivamente.Leia mais sobre Japa...

4. DISCIPLINA ALIMENTAR
Use de alimentos Sáttivicos (puros). Abandone os apimentados, alhos, cebolas, coisas muito salgadas, óleo, mostarda, assa-fétida. Seja moderado na dieta (Mitahara). Não sobrecarregue seu estômago. Abandone aquelas coisas que a mente gosta muito por uma quinzena, uma ou duas vezes por ano. Coma alimentos simples. Leite e frutas ajudam na concentração. Use o alimento como um remédio para manter-se vivo. Comer por divertimento é pecado. Abandone o sal e açúcar por uma semana ou uma quinzena. Você deve ser capaz de viver de arroz, dhal e pão sem nenhum picles. Não peça por mais sal no dhal, açúcar no chá, café ou leite. Pessoas que alimentam-se de uma dieta não vegetariana devem dar o máximo de si para gradualmente abandonar o hábito de comer carnes e ovos completamente. Elas serão imensamente beneficiadas.

5. MEDITAÇÃO
Tenha um quarto separado para meditação, trancado a chave. Se não for possível, use um canto do quarto com uma pequena cortina separando do cômodo. Mantenha sempre impecavelmente limpo.

6. SVADHYAYA
Estude sistematicamente o Gita, Ramayana, Bhagavatam, Vishnu-Sahasranama, Lalita-Sahasranama, Adityahridaya, Upanishads, Yoga Vasishta, A Bíblia, A Vida de Jesus, Zend Avesta, Alcorão, os Tripitakas, o Granth Sahib e outros livros religiosos por meia-hora ou uma hora diariamente, e tenha Suddha Vichara (pensamentos puros).

7. ELEVE A MENTE
Saiba de cór algumas preces ou Slokas, Stotras (hinos) e as repita o quanto antes você se sente em asana antes de começar sua meditação ou Japa. Isto elevará a sua mente rapidamente.

8. BRAHMACHARYA
Preserve a força vital (Veerya, energia seminal) muito, muito cautelosamente. Veerya é Deus em movimento ou manifestado (Vibhuti). Veerya é todo o poder. Veerya é todo o dinheiro. Veerya é a escência da vida, pensamento e inteligência. Esta instrução não é somente para os solteiros. Os chefes-de-família devem também seguir isto o máximo que puderem. Eles devem ser extramamente moderados nos seus intercursos matrimoniais com suas esposas. Isto é muito importante.

9. CARIDADE
Faça caridade regularmente, todos os meses, ou até mesmo diariamente, de acordo com suas posses. Nunca falhe neste item. Se necessário abra mão de algo pessoal, mas mantenha a caridade de forma regular.

10. TENHA SATSANG
Abandone as más companhias, cigarros, carnes e bebidas alcoólicas completamente. Tenha constante Satsang (associação com pessoas santas). Não desenvolva hábitos ruins. Tenha forte resolução de desenvolver virtudes.

11. PRATIQUE O JEJUM
Jejue no Ekadasi (11o dia do da quinzena lunar Hindu) ou alimente-se somente de frutas e leite. Critãos devem jejuar em domingos alternados, Muçulmanos em sextas-feiras alternadas e os Parsis num dia conveniente a cada quinzena.

12. JAPA MALA
Tenha uma Japa Mala (rosário) em volta do pescoço ou em seu bolso, ou sob o travesseiro durante a noite. Isto te lembrará de Deus. Gire as contas durante as horas de lazer. Você deve repetir os Santos Nomes o tempo todo, durante a execução de qualquer tarefa.

13. FAÇA VOTO DE SILÊNCIO
Observe Mouna (voto de silêncio) por umas duas horas por dia. Não faça gestos ou barulhos inarticulados durante este período de silêncio.

14. DISCIPLINA NO DISCURSO
Fale a verdade a todo o custo. Fale pouco. Fale docemente. Sempre diga palavras encorajadoras. Nunca condene, critique ou desencorage. Não levante a voz ou grite com crianças ou pessoas subordinadas.

15. CONTENTE-SE
Reduza seus desejos. Se você tem quatro camisas, reduza o número para três ou duas. Viva uma vida feliz e contentada. Evite preocupações desnecessárias. Seja mentalmente desapegado. Tenha uma vida simples e pensamentos elevados. Pense naqueles que não possuem nem um décimo do que você tem. Compartilhe com os outros.

16. PRATIQUE O AMOR
Nunca machuque ninguém. Ahimsa Paramo Dharmah (Não-violência é a maior das virtudes). Controle a ira através do amor, Kshama (perdão) e Daya (compaixão). Sirva ao enfermo e ao pobre com afeição. Este é o serviço para Deus.

17. SEJA AUTO-SUFICIENTE
Não dependa de servos. Auto-suficiência é a maior das virtudes.

18. FAÇA AUTO-AVALIAÇÃO
Pense nos erros que cometeu durante o dia, logo antes de ir dormir (auto-avaliação). Tenha um diário espiritual como Benjamin Franklin tinha. Mantenha uma rotina diária e um formulário de resoluções. Não remoa erros do passado.

19. FAÇA SUAS OBRIGAÇÕES
Lembre-se que a morte está lhe aguardando todos os instantes. Nunca falhe com suas obrigações. Tenha uma conduta pura (Sadachara).

20. LEMBRE-SE DE DEUS
Pense em Deus tão logo acorde e logo antes de dormir e em todos os outros momentos, trabalhando ou não. Repita os Nomes do Senhor sempre. Renda-se completamente à Deus (Saranagati).

Esta é a essência da Sadhana espiritual. Isto te conduzirá à libertação. Todos este canhões espirituais devem ser rigorsamente observados. Você não deve deixar-se dominar pela mente.

* Este texto foi retirado do link http://www.divinelifesociety.org/teachings/20instructions.html.
Todos os Direitos reservados para Divine Life Society.

Postado por Asas de Borboleta - Oriana Shakti

Bhagavad Gita 1

 

Aquele que encontra a felicidade em seu interior, 
que repousa somente em sua vida interna, 
que tem a Luz em seu Interior, 
esse Yogue sendo Um com a Natureza, 
alcança a Unidade com Brahman. 
Obtém a Unidade com Brahman 
os sábios cujos pecados foram apagados, 
cujas dúvidas se resolveram, 
que alcançaram o controle sobre si mesmos 
e que estão absorvidos no bem estar de todos os seres.
Livres do desejo e da ira, 
donos de si mesmos, 
os ascetas que realizaram o Atman, 
encontram a Unidade em Brahman 
em todas as partes ao seu redor. " 

(Srimad Bhagavad Gita, V, 24-26. Em: Bhagavad Gita segundo Gandhi. Ed. Ícone)


O que é Yoga?

Yoga é o caminho e o caminhar que conduzem a Deus.

Você, ainda estranhando, poderia perguntar: Como pode uma ginástica fazer tanto?

Yoga não é ginástica. Nenhuma ginástica, só, é Yoga. Há uma ginástica muito inteligente chamada Hatha Yoga que ajuda o caminhante, dando-lhe adequadas condições físicas e mentais para que vença as obstruções e as fadigas do caminhar. Mas é apenas um aspecto particular de todo um sistema que, alquimicamente, leva a alma a Deus.

É natural que você ainda tenha uma indagação a fazer: Yoga é religião?

É re-ligação, sim. Re-ligação da alma individual com a Alma Universal, do homem finito com o Infinito, do homem imperfeito com a Perfeição, do faminto com o Pão, do sedento com a Água Viva, do alienado com o Reino... Yoga é aproximação do que está longe. Junção do fragmento disperso. Reintegração do que se vê desintegrado. Por isso, é redenção. Yoga é a vitória sobre as trevas? Iluminação. Yoga é o rompimento de grilhões de condicionamentos e dependências? Libertação. É o reencontro com o Ser-Verdade.

É deslumbramento e o alcance da Consciência Total. É fruição da Bem-Aventurança.
É divinização.

(Professor Hermógenes)




Não se deve medir o progresso em Yoga simplesmente pela habilidade em dominar técnicas, como ásana ou pranayama, mas pela influência que o Yoga passa a ter em nossa vida diária: se ele beneficia nossos relacionamentos, se nos traz mais lucidez e se nos sentimos mais em paz.

Shri T.K.V. Desikachar
Postar um comentário