Rumi - O Mistico do Amor





VOCÊ TEM OLHOS PARA VÊ-LA?

INERENTE À EXPERIÊNCIA MÍSTICO-AMOROSA É A EMBRIAGUES DO AMOR QUE TORNA O MÍSTICO UM "LOUCO DE DEUS" COMO SÃO FRANCISCO DE ASSIS, SANTA TEREZA D’ÁVILA, SANTA XÊNIA DA RÚSSIA E O PRÓPRIO RUMI. NUM POEMA DO RUBAI’YAT, EXPRESSANDO ESTA EMBRIAGUEZ MÍSTICA, ELE DIZ:

"HOJE EU NÃO ESTOU ÉBRIO,

SOU OS MILHARES DE ÉBRIOS DA TERRA.

EU ESTOU LOUCO E AMO TODOS OS LOUCOS, HOJE".

RUMI, O MÍSTICO DO AMOR




Você tem olhos para vê-la?



Olhe. Quem está buscando por você? 

O universo estava repleto de milagres. 

O orvalho do amor estava misturado com a argila humana 

Centenas de sacrifícios por amor 

Entraram nas veias da alma e produziram uma única gota 

Que é chamada de coração 

Oh Amado, estamos mais próximos de você que o Amor. 

Somos o solo no qual você anda 

É razoável, na crença do amor, 

Ver todos os universos através de você 

Mas não ver você? 

É necessário maturidade para o caminho do amor. 

É necessário estar fora dos problemas da terra. 

Curar a própria cegueira. 

A verdade preenche o universo 

Você tem olhos para vê-la? 

Inerente à experiência místico-amorosa é a embriagues do amor que torna o místico um "louco de Deus" como São Francisco de Assis, Santa Tereza d’Ávila, Santa Xênia da Rússia e o próprio Rumi. Num poema do Rubai’yat, expressando esta embriaguez mística, ele diz: 

"Hoje eu não estou ébrio, 

sou os milhares de ébrios da terra. 

Eu estou louco e amo todos os loucos, hoje". 

Rumi, o místico do amor 





'O amor é o núcleo vital 


da alma, e de tudo que você vê, 





só o amor é infinito.'' 





Rumi 






'O amor é o núcleo vital 


da alma, e de tudo que você vê, 





só o amor é infinito.'' 





Rumi 




A fé na religião do amor é diferente.

A embriagues do vinho do amor é diferente.

É diferente de tudo o que você aprende na escola.

É diferente de tudo o que você aprende sobre o amor.

Rumi 










Este Amor é além do estudo da teologia,

aquela velha enganação e hipocrisia.

Se você quer melhorar sua mente daquela forma,

Continue dormindo.

Rumi 




Os Profetas


Os profetas são homens que se vestem com simplicidade,


Os profetas não são simplesmente homens oumulheres


desarrumados, desengoçados, barbudos, cabeludos com cajados...


Os profetas são aqueles ou aquelas que se molham de tal forma nas águas


da verdade,da justiça, da paz e do amor


que acabam por sintonizarem um


mundo superior,um mundo vindouro ou ja existente,


dai as previsãoes ou profecias ou


a realidade do que desconhecemos


e que nos chamam a atenção e


que nos diz a intuição ser de carater divino.


E a alma ouve a mensagem dos profetas na


quietude e silencio de quem faz uma oração,


para logo em seguida nao dar o devido valor


ao que foi ouvido...


Rumi é o maior Profetas Sufi,sua voz ecoa no tempo 


alcançando nossas conciencias e nossa alma.


Impossível não rever todos os conceitos que nos norteiam ao lêr Rumi


Nadja Feitosa 





'O amor é o núcleo vital


da alma, e de tudo que você vê,
só o amor é infinito.''
Rumi 





Teu amor chegou a meu coração e partiu feliz.

Depois retornou e se envolveu com o hábito do amor,

mas retirou-se novamente.

Timidamente, eu lhe disse: “Permanece dois ou três dias!”

Então veio, assentou-se junto a mim e esqueceu-se de partir

Rumi 








Eu ouço um tambor no ouvido da minha alma

vindo das profundezas das estrelas ..Rumi 




O ladrão de corações






Deu-me um único beijo e partiu.

O que seria de mim

Se me tivesse dado sete ?

Todo lábio que o meu amado beija

Guarda sempre a sua marca:

Rachaduras abertas na ânsia de sugar

A doçura de seus lábios.

Guarda ainda outra marca:

O desejo louco da água da vida

Que a cada instante força o amor

A remover mil fogueiras.

E outra marca mais: o corpo,

Assim como o coração, desembestado,

Corre de encontro ao beijo

Para tornar-se leve e delicado

Como os lábios do meu amado.

Ah, que suavidade inebriante vem

Desse amor que desconhece limites !

Rumi 










''Há uma Alma dentro de tua Alma. Busca essa Alma


.Busca-a dentro, se podes, e não fora


Rumi 






''Somente a partir do coração..





Você pode tocar o céu."











Rumi 



O amado





O segredo dos segredos se abriria para você.


A face do desconhecido


Oculto além do universo


Apareceria no espelho de sua percepção.


Na verdade, sua alma e a minha são a mesma


Este é o real significado de nossa relação


Entre nós não existe mais eu e você.


Acredite em mim. Tudo o que aparece


são as sombras e imagens.


A mão que as desenha é a mão do senhor


A pessoa não ama


A menos que ilumine sua alma


Ele não é um amante


A menos que gire como estrelas ao redor da lua


Se você olhar cuidadosamente, verá


que cada partícula no ar


Feliz ou triste está mergulhada


Dentro do sol do Universo Absoluto


Cada partícula está tão bêbada


e louca quanto nós.


União... é o jardim do Paraíso


Separação... é o sofrimento do Inferno


O amor permanente no universo


Sempre permanece coberto


E torna nu aquele que está coberto


Este é o ponto sutil.


Oh alma, quem é o seu amor? Você sabe?


Oh coração quem está dentro de você? Você sabe?


Oh carne, você busca um caminho para escapar


de forma desonesta.


Quem está puxando você para Ele?

Rumi, o místico do amor
Olhe. Quem está buscando por você?O universo estava repleto de milagres.O orvalho do amor estava misturado com a argila humanaCentenas de sacrifícios por amorEntraram nas veias da alma e produziram uma única gotaQue é chamada de coraçãoOh Amado, estamos mais próximos de você que o Amor.Somos o solo no qual você andaÉ razoável, na crença do amor,Ver todos os universos através de vocêMas não ver você?É necessário maturidade para o caminho do amor.É necessário estar fora dos problemas da terra.Curar a própria cegueira.A verdade preenche o universoVocê tem olhos para vê-la?Inerente à experiência místico-amorosa é a embriagues do amor que torna o místico um "louco de Deus" como São Francisco de Assis, Santa Tereza d’Ávila, Santa Xênia da Rússia e o próprio Rumi. Num poema do Rubai’yat, expressando esta embriaguez mística, ele diz:"Hoje eu não estou ébrio,sou os milhares de ébrios da terra.Eu estou louco e amo todos os loucos, hoje".Rumi, o místico do amor

                   ... .Eu estou louco e amo todos os loucos, hoje".Rumi, o místico do amor


Segredo

Vêm
Te direi em segredo
aonde leva esta dança
Vê como as partículas do ar
E os grãos de areia do deserto
Giram desnorteadas.
Cada átomo
Feliz ou Miserável,
Gira apaixonado
Em torno do sol.
Ninguém fala para si mesmo em voz alta
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.
Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo
Vem, se te interessas, posso mostrar-te.
Desde que chegaste ao mundo do ser,
uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.
Primeiro, foste mineral,
depois, te tornaste planta,
e mais tarde, animal.
Como pode ser segredo para ti?
Finalmente, foste feito homem,
com conhecimento, razão e fé
Contempla teu corpo - um punhado de pó
Vê quão perfeito se tornou!
Quando tiverdes cumprido tua jornada
decerto hás de regressar como anjo,
depois disso, terás terminado de vez com a terra,
e tua estação há de ser o céu.
Não durmas,
senta com teus pares.
A escuridão oculta a água da vida,
Não te apresses, vasculha o escuro.
Os viajantes noturnos estão plenos de luz
Não te afastes pois da companhia de teus pares.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Viagem dentro de ti
Faltam-te pés para viajar?
Viaja dentro de ti mesmo,
e reflete, como a mina de rubis,
os raios de sol para fora de ti.

A viagem conduzirá o teu ser,
transmutará teu pó em ouro puro.
Sofreste em excesso
por tua ignorância,
carregaste teus trapos
para um lado e para outro,
agora fica aqui.
Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti
Eis aqui o sentido profundo da minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Alquimia do Amor

Você chega a nós
Vindo de um outro mundo
Além das estrelas e
De um espaço sem fim.
Transcedental, puro,
De uma beleza inimaginável,
Trazendo com você
A essência do amor.
Você transforma tudo o que toca
Aflições banais,
Problemas e tristezas
Dissolvem-se na sua presença,
Trazendo alegria
Aos comandantes e aos comandados,
Aos plebeus e aos reis.
Você nos enfeitiça
Com sua graça.
Qualquer mal
Transforma-se em
Bem.
Você ascende a chama do amor
Na terra e no céu,
No coração e na alma
De cada ser humano.
Com seu amor
O existir e o não-existir se unem.
Os opostos de fundem.
E tudo o que é profano
Torna-se sagrado outra vez.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
À porta da Bem-Amada

Alguém bateu à porta da Bem-Amada, e uma Voz lá de dentro perguntou:
- Quem está aí?
E ele respondeu - Sou eu.
A Voz então disse:
- Esta casa não conterá nós dois.
E a porta continuou fechada. Então o Amante foi para o deserto e na solidão jejuou e orou. Retornou depois de um ano e bateu novamente à porta. E de novo a Voz perguntou:
- Quem é?
E o Amante respondeu:
- És tu mesma!
E a porta lhe foi aberta.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Vem
Vem.
Conversemos através da alma.
Revelemos o que é secreto aos olhos e ouvidos.
Sem exibir os dentes,
sorri comigo, como um botão de rosa.
Entendamo-nos pelos pensamentos,
sem língua, sem lábios.
Sem abrir a boca,
contemo-nos todos os segredos do mundo,
como faria o intelecto divino.
Fujamos dos incrédulos
que só são capazes de entender
se escutam palavras e vêem rostos.
Ninguém fala para si mesmo em voz alta.
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.
Como podes dizer à tua mão: “toca”,
se todas as mãos são uma?
Vem, conversemos assim.
Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma.
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma.
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.
Vem, se te interessas, posso mostrar-te.

ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
A evolução da forma
Toda forma que vês
tem seu arquétipo no mundo sem-lugar.
Se a forma esvanece, não importa,
permanece o original.
As belas figuras que viste,
as sábias palavras que escutaste,
não te entristeças se pereceram.
Enquanto a fonte é abundante,
o rio dá água sem cessar.
Por que te lamentas se nenhum dos
dois se detém?
A alma é a fonte,
e as coisas criadas, os rios.
Enquanto a fonte jorra, correm os rios.
Tira da cabeça todo o pesar
e sorve aos borbotões a água deste rio.
Que a água não seca, ela não tem fim.
Desde que chegaste ao mundo do ser,
uma escada foi posta diante de ti,
para que escapasses.
Primeiro, foste mineral;
depois, te tornaste planta,
e mais tarde, animal.
Como pode ser isto segredo para ti?
Finalmente foste feito homem,
com conhecimento, razão e fé.
Contempla teu corpo; um punhado de pó
vê quão perfeito se tornou!
Quando tiveres cumprido tua jornada,
decerto hás de regressar como anjo;
depois disso, terás terminado de vez com a terra,
e tua estação há de ser o céu.
Passa de novo pela vida angelical,
entra naquele oceano,
e que tua gota se torne o mar,
cem vezes maior que o Mar de Oman.
Abandona este filho que chamas corpo
e diz sempre Um; com toda a alma.
Se teu corpo envelhece, que importa?
Ainda é fresca tua alma.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
A Visão
Quem terá visto algo que em realidade existe, mas não se manifesta?
Quem terá visto o que se manifesta no coração, mas não repousa nos lábios?
Quem terá visto aquele que é a realidade do mundo, mas não se encontra no mundo?
Quem terá visto na existência e na não-existência uma tal não-existência?
(Rubâi’ât)
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Em busca do amor
Uma estranha paixão me acometeu.
Meu coração é como um pássaro
que vaga pelos céus.

Cada parte de mim se move em diferentes direções.
É isso mesmo,
que aquele que amo está por toda parte?
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Love is the Master
Love is the One who masters all things;
I am mastered totally by Love.
By my passion of love for Love
I have ground sweet as sugar.
O furious Wind, I am only a straw before you;
How could I know where I will be blown next?
Whoever claims to have made a pact with Destiny
Reveals himself a liar and a fool;
What is any of us but a straw in a storm?
How could anyone make a pact with a hurricane?
God is working everywhere his massive Resurrection;
How can we pretend to act on our own?
In the hand of Love I am like a cat in a sack;
Sometimes Love hoists me into the air,
Sometimes Love flings me into the air,
Love swings me round and round His head;
I have no peace, in this world or any other.
The lovers of God have fallen in a furious river;
They have surrendered themselves to Love's commands.
Like mill wheels they turn, day and night, day and night,
Constantly turning and turning, and crying out.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
The Beloved is Everything
Only that being whose robe's torn by great passion
Is purified of greed and all is harm!
Blessing on you, Love, that bring us your gifts,
Who is the doctor for all our evils,
The cure for our pride and vanity, our Platen ande Galen!
Through Love, our earthly body has flown to heaven,
The moutain began to dance and became agile.
Love inspired Mount Sinai, O lover! So Sinai
Grew drunk and Moses fell down, stricken with glory.
I also, like a pipe, can say anything at all
when I'm joined, in harmony with my Friend:
Separete from the one who speacks I grow silent,
Even if I know a hundred songs.
When the rose has gone and the garden faded,
you won't hear any more of the nightingale's story.
The Beloved is all that lives, the lover a dead thing.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Deixa-me Enlouquecer
Ó incomparável Doador da vida, libera-nos da razão enfim!
Deixa-a vagar com os olhos cinzas entre as vaidades.
Quebra o meu crânio, derrama nele o vinho da loucura.
Deixa-me enlouquecer como Tu; enlouquecer em Ti, conosco.
Além da sanidade dos tolos está um deserto ardente
Onde o teu sol está girando em cada átomo:
Amado, arrasta-me até lá, deixa-me arder em Perfeição!
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Say, I Am You ( Diga: Eu sou Tu)
I am dust particles in sunlight. I am the round sun.
To the bits of dust I say, Stay. To the sun, Keep moving.
I am morning mist, and the breathing of evening.
I am wind in the top of a grove, and surf on the cliff.
Mast, rudder, helmsman, and keel,
I am also the coral reef they founder on.
I am a tree with a trained parrot in its branches.
Silence, thought, and voice.
The musical air coming through a flute,
a spark of stone, a flickering in metal.
Both candle and the moth crazy around it.
Rose, and the nightingale lost in the fragrance.
I am all orders of being, the circling galaxy,
the evolutionary intelligence, the lift, and the falling away.
What is, and what isn't.
You who know, Jelaluddin,
You the one in all, say who I am.
Say I am you.

Your embrace some form saying, "I am this."
By God, you are not this or that or the other
you are "Unique One" "Heart-ravishing"


Tradução:

Sou as partículas de pó à luz do sol,sou o círculo polar.
Ao pó digo: - Não te movas.
E ao sol: - Segue girando.
Sou a névoa da manhã e a brisa da tarde.
Sou o vento na copa das árvores e as ondas contra o penhasco.
Sou o mastro, o leme, o timoneiro e a quilha
e o recife de coral em que naufragam as embarcações.
Sou a árvore em cujo galho tagarela o papagaio,
sou silêncio e pensamento, e também todas as vozes.
Sou o ar pleno que faz surgir a música da flauta,
a centelha da pedra, o brilho do metal.
Sou a vela acesa e a mariposa girando louca ao seu redor.
Sou a rosa e o rouxinol perdido em sua fragrância.
Sou todas as ordens de seres,a galáxia girante,
A inteligência imutável, o ímpeto e a deserção.
Sou o que é, e o que não é.
Tu que conheces, Jelaluddin.
Tu, o Um em tudo, diz quem sou.
Diga: Eu sou Tu.

Tu aceitas de alguma forma dizendo, "Eu sou isto."
Para Deus, tu não és isto ou aqui.
Tu és único e amado.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Bittersweet
In my hallucination
I saw my beloved's flower garden
In my vertigo, in my dizziness
In my drunken haze
Whirling and dancing like a spinning wheel

I saw myself as the source of existence
I was there in the beginning
And I was the spirit of love
Now I am sober
There is only the hangover
And the memory of love
And only the sorrow

I yearn for happiness
I ask for help
I want mercy
And my love says:

Look at me and hear me
Because I am here
Just for that

I am your moon and your moonlight too
I am your flower garden and your water too
I have come all this way, eager for you
Without shoes or shawl

I want you to laugh
To kill all your worries
To love you
To nourish you

Oh sweet bitterness
I will soothe you and heal you
I will bring you roses
I, too, have been covered with thorns



TRADUÇÃO

Na minha alucinação
Eu vi o jardim de flores do meu amado
Na minha vertigem, na minha tontura
No meu nevoeiro ébrio
Dando voltas e dançando como uma roda

Eu me vi como a fonte de existência
Eu estava lá no início
E eu era o espírito do amor
Agora eu estou sóbria
E resta só a ressaca
E a memória do amor
E somente a aflição

Eu anseio por felicidade
Eu peço por ajuda
Eu quero misericórida
E meu amor diz:

Olhe pra mim e me ouça
Porque eu estou aqui
Só pra isso

Eu sou sua lua e seu luar também
Eu sou seu jardim de flores e sua água também
Eu vim até aqui, ansiosa por você
Sem sapatos nem manta

Eu quero que você ria
Para matar todas as suas preocupações
Para te amar
Para te nutrir

Oh, doce amargura
Eu vou te tranquilizar e te curar
Eu vou te trazer rosas
Eu, também, estive coberta de espinhos

O meu coração arde...
O meu coração arde de amor
Todos conseguem ver suas chamas
O meu coração bate de paixão
Como as ondas num oceano

Os meus amigos tornaram-se estranhos
E estou cercado por inimigos
Mas sou livre como o vento
Não mais serei magoado por aqueles que me reprovam

Estou no meu lar onde quer que esteja
E no meu quarto dos amantes
Consigo ver com os olhos fechados
A beleza que dança
Por de trás dos véus

Intoxicado com amor
Eu danço também ao ritmo
Deste Mundo em movimento

Perdi os meus sentidos
Neste meu Mundo dos amantes
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Intoxicated by Love
(Intoxicado pelo o Amor)

Because of your love
I have lost my sobriety
I am intoxicated
by the madness of love
In this fog
I have become a stranger to myself

(Por causa do teu amor
Perdi a minha sobriedade
Estou intoxicado
Pela loucura do Amor
Neste nevoeiro
Tornei-me um estranho para mim próprio)

I'm so drunk
I've lost the way to my house
In the garden
I see only your face

(Estou tão bêbado
Que perdi o caminho para o meu Lar
No jardim
Vejo unicamente a tua face)

From tree's and blossoms
I inhale only your fragrance

(Das árvores e flores
Inalo somente a tua fragrância)

Drunk with the ecstasy of love
I can no longer tell the difference
Between drunkard and drink
Between lover and beloved

(Bêbado com o extase do Amor
Já não consigo distinguir a diferença
Entre o bêbado e a bebida
Entre o amante e o amado.)

JALALUDDIN RUMI
Quem não tem o ser completamente aniquilado
não pode ser aceito em União.
A União não é a encarnação de Deus no homem.
União é a auto-aniquilação.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Existe uma alma dentro de sua alma.
Busque por ela.
Existe uma jóia na montanha que é seu corpo.
Olhe para a mina que contém essa jóia.
Oh sufi andarilho
Busque dentro de você e não fora.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Oh, amor, todos estão despertos
com seu despertar
Todos os que dormem
Dormem na sua porta da Graça
Não há outro Secreto além de ti.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Jalálu’d-Dín-i-Rumí in Mathnavi
A união… eis aí os jardins do Paraíso
A separação… aí estão os tormentos do inferno.
O amor é eterno, o universo é as suas vestes
Despe o que tens vestido – essa é a chave do enigma.
Se puderes condenar o teu “eu” por um momento
A ciência de toda a expansão ser-te-á revelada.
Esta imagem invisível que o mundo inteiro busca
Admirar-se-á a si mesma no espelho do teu espírito.
Aquele que é ao mesmo tempo o Ser e o Nada
é também fonte de alegria e afeto
Teus olhos são indignos de O ver
quando da cabeça aos pés tu és Ele.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Não temos nada além do amor.
Não temos antes, princípio nem fim.
A alma grita e geme dentro de nós:
- Louco, é assim o amor.
Colhe-me, colhe-me, colhe-me!
ESCRITO POR JALALUDDI

Sofreste em excesso
por tua ignorância,
carregaste teus trapos
para um lado e para outro,
agora fica aqui.
Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.
Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Quero fugir a cem léguas da razão,
Quero da presença do bem e do mal me liberar.
Detrás do véu existe tanta beleza: lá está meu ser.
Quero me enamorar de mim mesmo, ó vós que não sabeis!
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Faltam-te pés para viajar?
Viaja dentro de ti mesmo,
e reflete, como a mina de rubis,
os raios de sol para fora de ti.
A viagem conduzirá a teu ser,
transmutará teu pó em ouro puro.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Poemas Místicos
Alguém bateu à porta da Bem-Amada, e uma Voz lá de dentro perguntou:
- Quem está aí?
E ele respondeu - Sou eu.
A Voz então disse:
- Esta casa não conterá nós dois.
E a porta continuou fechada. Então o Amante foi para o deserto e na solidão jejuou e orou. Retornou depois de um ano e bateu novamente à porta. E de novo a Voz perguntou:
- Quem é?
E o Amante respondeu:
- És tu mesma!
E a porta lhe foi aberta.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Recordar
Sê como o Sol para a Graça e a Piedade.
Sê como a noite para encobrir os defeitos alheios.
Sê como uma corrente de água para a generosidade.
Sê como a morte para o ódio e a ira.
Sê como a Terra para a modéstia.
Aparece tal como és.
Sê tal como pareces.

Se pudesses libertar-te, por uma vez, te ti mesmo,
o segredo dos segredos se abriria para ti.
O rosto do desconhecido, oculto além do universo,
apareceria no espelho da tua percepção.

Na realidade, tua alma e a minha são o mesmo.
Aparecemos e desaparecemos um com o outro.
Este é o verdadeiro significado das nossas relações.
Entre nós, já não há nem tu, nem eu.

O vale é diferente, acima das religiões e cultos.
Aqui, em silêncio, baixa a cabeça.
Funde-te na maravilha de Deus.
Aqui não há lugar para religiões nem cultos.

Há uma Alma dentro de tua Alma. Busca essa Alma.
Há uma jóia na montanha do corpo. Busca a mina desta jóia.
Oh, sufi, que passa!
Busca dentro, se podes, e não fora.

No amor, não há alto nem baixo,
má conduta nem boa,
nem dirigente, nem seguidor, nem devoto,
só há indiferença, tolerância e entrega.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
O MAR É UMA COISA...
O MAR É UMA COISA...

a espuma, outra;

Esquece a espuma e contempla o mar noite e dia,

Tu olhas para a ondulação da espuma e não para o poderoso mar.

Como barcos, somos jogados daqui para ali,

Somos cegos, embora estejamos no brilhante oceano.

Ah! tu que dormes no barco do corpo,

Tu vês a água; contempla a Água das águas!

Sob a água que tu vês há outra água que a move,

Dentro do espírito há um espírito que o chama.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Coração
Em cada coração há uma
janela para outros corações.
Eles não estão separados,
como dois corpos.
Mas, assim como duas lâmpadas
que não estão juntas,
Sua luz se une num só feixe.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Vem
Vem.
Conversemos através da alma.
Revelemos o que é secreto aos olhos e ouvidos.
Sem exibir os dentes,
sorri comigo, como um botão de rosa.
Entendamo-nos pelos pensamentos,
sem língua, sem lábios.
Sem abrir a boca,
contemo-nos todos os segredos do mundo,
como faria o intelecto divino.
Fujamos dos incrédulos
que só são capazes de entender
se escutam palavras e vêem rostos.
Ninguém fala para si mesmo em voz alta.
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.
Como podes dizer à tua mão: "toca",
se todas as mãos são uma?
Vem, conversemos assim.
Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma.
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma.
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.
Vem, se te interessas, posso mostrar-te.
ESCRITO POR JALALUDDIN Rumi



Vêm
Te direi em segredo
aonde leva esta dança
Vê como as partículas do ar
E os grãos de areia do deserto
Giram desnorteadas.
Cada átomo
Feliz ou Miserável,
Gira apaixonado
Em torno do sol.
Ninguém fala para si mesmo em voz alta
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.
Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo
Vem, se te interessas, posso mostrar-te.
Desde que chegaste ao mundo do ser,
uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.
Primeiro, foste mineral,
depois, te tornaste planta,
e mais tarde, animal.
Como pode ser segredo para ti?
Finalmente, foste feito homem,
com conhecimento, razão e fé
Contempla teu corpo - um punhado de pó
Vê quão perfeito se tornou!
Quando tiverdes cumprido tua jornada
decerto hás de regressar como anjo,
depois disso, terás terminado de vez com a terra,
e tua estação há de ser o céu.
Não durmas,
senta com teus pares.
A escuridão oculta a água da vida,
Não te apresses, vasculha o escuro.
Os viajantes noturnos estão plenos de luz
Não te afastes pois da companhia de teus pares.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Viagem dentro de ti
Faltam-te pés para viajar?
Viaja dentro de ti mesmo,
e reflete, como a mina de rubis,
os raios de sol para fora de ti.

A viagem conduzirá o teu ser,
transmutará teu pó em ouro puro.
Sofreste em excesso
por tua ignorância,
carregaste teus trapos
para um lado e para outro,
agora fica aqui.
Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti
Eis aqui o sentido profundo da minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.
ESCRITO POR JALALUDDIN RUMI
Alquimia do Amor

Você chega a nós
Vindo de um outro mundo
Além das estrelas e
De um espaço sem fim.
Transcedental, puro,
De uma beleza inimaginável,
Trazendo com você
A essência do amor.
Você transforma tudo o que toca
Aflições banais,
Problemas e tristezas
Dissolvem-se na sua presença,
Trazendo alegria
Aos comandantes e aos comandados,
Aos plebeus e aos reis.
Você nos enfeitiça
Com sua graça.
Qualquer mal
Transforma-se em
Bem.
Você ascende a chama do amor
Na terra e no céu,
No coração e na alma
De cada ser humano.
Com seu amor
O existir e o não-existir se unem.
Os opostos de fundem.
E tudo o que é profano
Torna-se sagrado outra vez.
ESCRITO POR JALALUDDIN R


Postar um comentário