Sementes da Alma

Sementes da Alma




Perguntaram à Flor, de onde vinha. Ela respondeu: 
De uma semente de amor que não se acovardou."
Ana Jácomo




"A neve e as tempestades matam as flores,
 mas nada podem contra as sementes."


Khalil Gibran



                                          Foto: walnut of eden-Nader arte de Vladimir Kush

"Sinto-me como uma semente no meio do inverno, sabendo que a primavera se aproxima. O broto romperá a casca e a vida que ainda dorme em mim haverá de subir para a superfície, quando for chamada. O silêncio é doloroso, mas é no silêncio que as coisas tomam forma, e existe momentos em nossas vidas que tudo que devemos fazer é esperar. Dentro de cada um, no mais profundo no ser, está uma força que vê e escuta aquilo que não podemos ainda perceber. Tudo o que somos hoje nasceu daquele silêncio de ontem. Somos muito mais capazes do que pensamos. Há momentos em que a única maneira de aprender é não tomar qualquer iniciativa, não fazer nada. Porque, mesmo nos momentos de total inação, esta nossa parte secreta está trabalhando e aprendendo. Quando o conhecimento oculto na alma se manifesta, ficamos surpresos conosco mesmos, e nossos pensamentos de inverno se transformam em flores, que cantam canções nunca antes sonhadas. A vida sempre nos dará mais do que achamos que merecemos".

Gibran Khalil Gibran - Trechos do livro Cartas de amor
Imagem: Internet
                                


Parece milagre, mas as sementes de cura começam a florescer nos mesmos jardins onde parecia que nenhuma outra flor brotaria.
A alma é sábia: enquanto achamos que só existe dor, ela trabalha, em silêncio, para tecer o momento novo. E ele chega..."

Ana Jácomo
Foto: Nader
 de Vladimir Kush

Conceitos Sobre O Tempo
É interessante pensar sobre o tempo...

Costuma-se dizer que o tempo não existe da forma como o concebemos, ou seja, ele não é material, palpável, controlável nos mecanismos de um relógio. Se assim fosse, todos nós o sentiríamos em igual grau. Porém, não é o que acontece...

Existem pessoas que não vêem o tempo passar e outras que se angustiam com a lerdeza dos ponteiros do relógio de parede. Há aquelas em que o passado não cessa de se repetir e ainda os que vislumbram o futuro tão obsessivamente que nunca nada do que idealizaram se torna real. De toda forma, todas essas pessoas vivem numa ilusão do tempo.

Pelo espiritismo (e também para Osho), o Tempo não é linear, com começo, meio e  fim, ou em palavras temporais: passado, presente e futuro. O Tempo é cíclico, circular, em espiral e o que temos realmente é apenas o presente. O Presente é eterno. Ele nunca começou e nunca terá fim. O momento em que você iniciou esta leitura, já se tornou passado e quando você terminar de ler, este instante já será seu futuro. Dessa forma, transitamos num momento único e ele nos foge das mãos constantemente. Quem pode segurar de fato o presente? Isso é possível? Deve-se querer reter dentro de nossas mentes os acontecimentos? O Tempo em si?

Pois podemos perceber que o Tempo que tanto discutimos é a interpretação do momento presente dentro da nossa mente. São as imagens mentais que mesclam recordações com projeções futuras, que nos atormentam e nos fazem perder o foco da realidade do instante atual. Perdemos tanto tempo iludidos e mergulhados em pensamentos (essas formas imateriais de energia que pulsam através de nós) que não realizamos nada no presente.

Vamos nos esforçar por limpar nossa mente de pensamentos de coisas que já não existem mais. Vamos nos libertar de sentimentos, conceitos, de todo esse lixo que acobertamos sob o tapete de nossas recordações. Vamos nos livrar de projeções futuras ilusórias.

Se nos concentrarmos totalmente no presente, construindo o bem, realizando aquilo que melhor sabemos fazer, com certeza estaremos semeando um caminho cheio de alegrias e, ao invés de sonhar com um futuro glorioso, vamos desejar um eterno presente cheio de prosperidade e felicidade. Afinal, as sementes que você planta hoje, são colhidas amanhã. Neste amanhã, você as recebe e planta novamente. Assim, o ciclo não se acaba, assim como seu contentamento.

Muitos reclamam do momento atual, porque é triste e sem perspectiva. Ora, o hoje é a colheita do ontem. Como essas pessoas estavam ontem? Alegres e produtivas? Não. Como, então, esperar por mágica se tudo é regido pelas leis de ação e reação?

É possível que ainda passemos anos sofrendo as conseqüências de dias amargos, em que ficaremos presos em mágoas passadas e projeções irreais do futuro. Mas, se mudarmos nosso enfoque agora, a tendência é que a cada dia, esse amargor seja mais leve e suportável, até o instante em que só receberemos sensações boas e toda dor terá sido extirpada.
Pense nisso. Liberte sua mente do tempo. Viva agora, sem pensamentos, sem julgamentos. Apenas receba o que vier e trabalhe para seu adiantamento moral, praticando a caridade. Assim, o futuro bom da Humanidade deixará de ser Utopia. Será apenas mais uma bela colheita das sementes que plantamos.



Conceitos Sobre O Tempo
É interessante pensar sobre o tempo...

Costuma-se dizer que o tempo não existe da forma como o concebemos, ou seja, ele não é material, palpável, controlável nos mecanismos de um relógio. Se assim fosse, todos nós o sentiríamos em igual grau. Porém, não é o que acontece...

Existem pessoas que não vêem o tempo passar e outras que se angustiam com a lerdeza dos ponteiros do relógio de parede. Há aquelas em que o passado não cessa de se repetir e ainda os que vislumbram o futuro tão obsessivamente que nunca nada do que idealizaram se torna real. De toda forma, todas essas pessoas vivem numa ilusão do tempo.

Pelo espiritismo (e também para Osho), o Tempo não é linear, com começo, meio e fim, ou em palavras temporais: passado, presente e futuro. O Tempo é cíclico, circular, em espiral e o que temos realmente é apenas o presente. O Presente é eterno. Ele nunca começou e nunca terá fim. O momento em que você iniciou esta leitura, já se tornou passado e quando você terminar de ler, este instante já será seu futuro. Dessa forma, transitamos num momento único e ele nos foge das mãos constantemente. Quem pode segurar de fato o presente? Isso é possível? Deve-se querer reter dentro de nossas mentes os acontecimentos? O Tempo em si?

Pois podemos perceber que o Tempo que tanto discutimos é a interpretação do momento presente dentro da nossa mente. São as imagens mentais que mesclam recordações com projeções futuras, que nos atormentam e nos fazem perder o foco da realidade do instante atual. Perdemos tanto tempo iludidos e mergulhados em pensamentos (essas formas imateriais de energia que pulsam através de nós) que não realizamos nada no presente.

Vamos nos esforçar por limpar nossa mente de pensamentos de coisas que já não existem mais. Vamos nos libertar de sentimentos, conceitos, de todo esse lixo que acobertamos sob o tapete de nossas recordações. Vamos nos livrar de projeções futuras ilusórias. 

Se nos concentrarmos totalmente no presente, construindo o bem, realizando aquilo que melhor sabemos fazer, com certeza estaremos semeando um caminho cheio de alegrias e, ao invés de sonhar com um futuro glorioso, vamos desejar um eterno presente cheio de prosperidade e felicidade. Afinal, as sementes que você planta hoje, são colhidas amanhã. Neste amanhã, você as recebe e planta novamente. Assim, o ciclo não se acaba, assim como seu contentamento.

Muitos reclamam do momento atual, porque é triste e sem perspectiva. Ora, o hoje é a colheita do ontem. Como essas pessoas estavam ontem? Alegres e produtivas? Não. Como, então, esperar por mágica se tudo é regido pelas leis de ação e reação?

É possível que ainda passemos anos sofrendo as conseqüências de dias amargos, em que ficaremos presos em mágoas passadas e projeções irreais do futuro. Mas, se mudarmos nosso enfoque agora, a tendência é que a cada dia, esse amargor seja mais leve e suportável, até o instante em que só receberemos sensações boas e todo carma terá sido extirpado.


Pense nisso. Liberte sua mente do tempo. Viva agora, sem pensamentos, sem julgamentos. Apenas receba o que vier e trabalhe para seu adiantamento moral, praticando a caridade. Assim, o futuro bom da Humanidade deixará de ser Utopia. Será apenas mais uma bela colheita.

 arte de Vladimir Kush 
Poucos desabrocham
A maioria morre
Como uma semente
Cheia de vida 
e potencial
porém,fechada

Ao desabrochar
a semente se desfaz
destroi todas as camadas
e ascende ao desconhecido

Não há vida se não florescer
A essencia eterna
Que habita em você




TUDO DEVE SER BASEADO NO AMOR
“Mantenha-se na consciência de que você é o Atma imortal - santo, puro e Divino. 
Isto lhe dará coragem inabalável e força.
 Então, você desenvolverá amor e respeito mútuos. 
Tolere todos os tipos de pessoas e opiniões, todas as atitudes e peculiaridades.
A escola, sua casa, seu local de trabalho e sociedade - todos esses são campos de treinamento para a tolerância. Cada um deve estar ciente de seus deveres e direitos. Todas as relações devem ser baseadas no amor, e não medo. Somente a atmosfera de amor pode garantir cooperação feliz e concórdia. Acima de tudo, seja bom, honesto e bem-educado. Isso tornará seus títulos e realizações mais desejáveis e valiosos.”


Sathya Sai Baba
http://auxilioemocional.blogspot.com.br/ 
Que dos céus caiam chuvas de bençãos sobre ti,
que possas senti-las nas palmas da mão e conserva-las no
coração.
Grata por sua visita.




Postar um comentário