Ser Vegetariano ..


Ser Vegetariano ...
É ser mais humano e perceber a vida por uma perspectiva evolutiva e até espiritual.
E sentir-se terrestre como a árvore que doa seus frutos
Sentir-se extraterrestre, como o Sol que doa sua luz
Ser vegetariano é sorrir para a vida
Alegrar-se com pequenas e simples coisas
E olhar os animais com carinho e com respeito
É ouvir a voz dos que não falam
É pensar por aqueles que não podem dizer o que pensam.
Ser vegetariano é questionar os padrões antigos e errados
e aventurar-se no novo com coragem.
Ser vegetariano é ser parte da humanidade do futuro
é ver e voar mais alto
É amar a VIDA e viver!
Seja Vegetariano!


A alimentação natural e o vegetarianismo são fundamentais para quem deseja ter uma vida de saúde e alegria.
O ser humano distanciou-se da natureza e praticamente desconsiderou a importância do alimento , com o modo de vida estressante , excesso de alimentos tipo fast-food , industrializados, refeições feitas às pressas  etc acabam gerando doenças físicas , mentais e também distanciando da percepção espiritual.
Além disso, os produtos de origem animal não nos tornam doentes apenas por dentro, mas também por fora: eles estão degradando o meio-ambiente numa escala assustadora.A demanda elevadíssima de vegetais destinados à alimentação dos animais tem gerado uma diminuição drástica das florestas no mundo. Metade das florestas tropicais do planeta foi queimada e substituída por pastos para gado de corte 
Depressão
A alimentação tem uma participação importante para evitar a depressão .
Eis algumas dicas

# Diminua da ingestão de açúcares

# Evite cafeína

# Prefira alimentos que contenham baixos teores de gordura (Um estudo feito durante 5 anos nos Estados Unidos, mostrou que homens e mulheres que seguiram uma dieta de 20 a 30% de calorias relacionadas à gordura, apresentaram não só uma diminuição de colesterol, como também uma diminuição da depressão).

 Alimente sua cabeça:o complexo vitamínico B que encontramos nos alimentos é importante para aqueles que querem se manter física e emocionalmente mais saudáveis. Deficiência de Tiamina pode gerar medo, confusão e alteração de humor. Deficiência de ácido fólico também pode causar depressão. A vitamina B6 é importante para produção do hormônio serotonina, o qual tem grande participação na regulação do humor. .
Grandes benefícios são encontrados numa dieta rica, equilibrada, natural e vegetariana!






Aos 70, Annette Larkins aparenta ter apenas 40, graças à dieta vegana:

Ao que parece muitos personagens dos nossos dias já encontraram a sua fonte da juventude. É o caso de Annete Larkins, que aos 70 anos, não parece ter mais de 40, graças à dieta e estilo de vida regrado que mantém.

Annette parece tão jovem que as pessoas chegam a confundi-la como filha, quando está ao lado do marido de 54 anos, mas suponho que ele não reclame muito disso. Ela diz que o segredo de sua beleza reside na dieta vegana, composta de vegetais orgânicos, frutas, sementes e castanhas cultivadas em seu próprio jardim, que chama de "fonte da juventude".


A mulher não toca em nada que tenha sido cozido. E outra coisa que faz é coletar água da chuva, para regar seu jardim e também para beber. Mas ela nem sempre teve um estilo de vida saudável. Na verdade, consumia carne regularmente, pois o primeiro marido era dono de uma empresa de processamento de carne na década de 1960. Foi então que ela decidiu mudar seus hábitos alimentares para sempre. E parece que foi uma grande decisão. Quero dizer, basta olhar para ela.

Quando começou, Annette estava apenas procurando alguns poucos benefícios para a saúde e nunca imaginou que teria a aparência que tem quando alcançasse os 70. Nos 27 anos de sua dieta, ela escreveu dois livretos e também produziu um DVD contendo todos os seus segredos saudáveis, que podem ser comprados em seu site.

Seu marido gostaria de ter seguido o seu exemplo, porque agora parece muito, mas muito mais velho e também sofre de diabete e pressão alta. Toma medicamentos todos os dias, mas Annette nem sequer toma uma aspirina.

Em vez de comprar todos esses "super-segredos de beleza" vendidos por empresas de cosméticos, talvez devêssemos dar uma olhada em como os bons hábitos de alimentação ocultam os segredos da beleza e de uma vida saudável.

Fonte: MetamorfoseDigital
lPosted  by 
Jurema Barroso

 

Porque poder não significa retidão
No nosso desenvolvimento moral enquanto espécie, chegamos a uma fase 
            em que devemos reconhecer que outras espécies merecem consideração,
 tal como reconhecemos que a escravatura estava errada 
que as mulheres mereciam votar
 e que as crianças não deveriam ser usadas como transporte de cargas.

Importância do(a) cozinheiro(a) no preparo dos alimentos

Colocamos nossa energia até na água que bebemos. Os alimentos que comemos ficam com a energia de quem os preparou. Uma pessoa nervosa, mal humorada e triste não deveria cozinhar...Nós podemos impregnar os alimentos que preparamos e por isso...quando cozinhar cozinhe com alegria !

Costumo dizer para os meus amigos que minha comida ativa a alegria das pessoas porque  além de serem saudáveis são preparados com amor. Eu jamais cozinho triste !

Por isso é importante evitar comer em lugares que você nem sabe quem é o cozinheiro. É difícil ,eu sei , mas sempre que puder, evite!




Entenda por que a vitamina B12 é tão importante para sua saúde e saiba como garanti-la na dose certa

Por: Samira Menezes -

Em uma história de fantasia, a vitamina B12 poderia ser usada como uma poção mágica capaz de transformar um personagem em uma pessoa mais inteligente. Na vida real, ela é quase isso. Fundamental para as funções de todo o sistema nervoso, inclusive para melhorar a memória, essa vitamina é literalmente comida pelo cérebro à medida que a atividade intelectual aumenta. Aliás, além de ajudar o cérebro a funcionar, a B12 o protege de agressões e doenças, como o mal de Alzheimer. “A vitamina B12 é importante para formar a capa que envolve os nervos. Quando ela está deficiente, a função dos neurônios fica prejudicada, a pessoa perde vigor mental (concentração, memória e atenção), pode ter depressão e alterações que simulam problemas psiquiátricos, como transtorno obsessivo compulsivo”, alerta o médico nutrólogo Dr. Eric Slywitch.
Porém, os únicos alimentos fontes de vitamina B12 são os de origem animal, como carnes, ovos e leite. Daí a importância de os veganos suplementá-la, mesmo que usem alimentos e bebidas fortificados disponíveis no supermercado. Isso, porém, acaba se tornando um espinho para os vegetarianos. O fato de a B12 só ser encontrada nesses alimentos de origem animal vira motivo para muita gente e médicos desinformados difundirem preconceitos em relação à alimentação sem carnes. Como se a deficiência de B12 fosse exclusividade de veganos. Não é!
Onívoros e ovo-lacto vegetarianos também estão suscetíveis à deficiência dessa vitamina. Dependendo do estado de saúde, o corpo não a absorve corretamente – mesmo que ela seja ingerida por meio da alimentação. Por exemplo, pessoas que tomam antiácido ou que passaram por uma cirurgia de redução do estômago são suscetíveis à deficiência, porque a B12 só é liberada do alimento com a ação do ácido gástrico. É também no estômago que a vitamina irá se ligar ao fator intrínseco – uma substância fundamental para a absorção, que vai acontecer lá no intestino delgado. “Ainda não foi encontrada nenhuma dieta que não necessite de suplementação em pelo menos alguma fase da vida para torná-la mais segura”, observa Dr. Eric. Desde a geração de um feto até a infância e a fase adulta, é preciso estar atento ao aporte de vitaminas e seguir a recomendação do nutricionista ou do médico nutrólogo em relação à suplementação.
Outro ponto importante é que já está comprovado que uma alimentação vegetariana bem equilibrada e com a devida suplementação de B12 é capaz de prevenir doenças cada vez mais comuns, como diabetes, obesidade e problemas cardíacos.

É pelo exame de sangue que se identificam os níveis de vitamina B12. Os mais eficazes são o que dosa a B12 sérica e o que avalia a homocisteína – um composto que se eleva na deficiência das vitaminas B12 e B9 (ácido fólico).

Suplementos orais de vitamina B12 são elaborados em laboratório a partir de cultura de bactérias.

- See more at: http://www.revistavegetarianos.com.br/noticias/b12-a-vitamina-da-memoria/?uid_afiliado=4e92298dee90c2c2129f6227a611d5d7-1333992165&utm_source=face&utm_medium=post&utm_campaign=veg85170114#sthash.sden7LpV.dpuf


"Pode demorar um bocado, mas provavelmente virá um dia em que vamos olhar para trás e dizer: 
Meu Deus, acreditas que no século XX e no principio do século XXI, as pessoas ainda comiam animais?"
Mary Tyler Moore



ADHU T. L. VASWANI - 1879-1966.
Educador, filósofo, humanista e escritor indiano, considerado como santo 
OS DIREITOS UNIVERSAIS DE COMPAIXÃO DOS ANIMAIS:
                                             

Os 10 mandamentos  que regem os 
       
Direitos Universais da Compaixão para com os Animais:


                                                                                       


Todos nós queremos viver,por favor,não matem os animais!


1 - Não mate;
2 - Não silencie o canto dos pássaros em liberdade;
3 - Não aprisione um animal, pois ele não cometeu nenhum crime;
4 - Não compre um animal, a não ser para libertá-lo;
5 - Não colabore com aqueles que vivem da venda de instrumentos para matar ou prender animais;
6 - Não mate, nem maltrate, proteja. Dê uma vida ao invés de tirá-la;
7 - Alimente um animal ao invés de alimentar-se dele;
8 - Amar é respeitar aos nossos semelhantes. Sabia que os animais têm família como você? Então proteja-os;
9 - Faça do seu quintal um viveiro sem grades, como seu coração;
10 - Faça deste mundo um lugar livre, sem gaiolas, armadilhas ou redes, para que possa amar aos pequeninos sem causar-lhes sofrimentos. Fonte: Meatless Day - Dadai J. P. Vaswani. 
 A VISÃO DO UM EM TUDO: 
Tudo que existe é uma veste do Senhor.
O Um tornou-se tudo. Isto é o que faz toda vida sagrada. Aquele que tem esta visão, a visão de que todas as vidas são sagradas, a visão do Um-em-tudo, torna-se um colaborador de todos seres, um servo de toda vida.
Ele não prejudica ninguém, não maltrata ninguém, não fere ninguém. 
Fonte: Meatless Day - Dadai J. P. Vaswani. 

***

Osho diz: “Amor, eu sou um com todas as coisas
No momento que sei quem eu sou, no momento que vejo quem eu sou, 
no momento de sabedoria, eu sou um com todas as coisas,
eu não consigo perceber nenhuma divisão. Em beleza, em feiura, para o que quer que seja, aí estou, aí eu sou.
Isto eu sou. Não somente em virtude, mas em pecado também. 







PITÁGORAS, o grande filósofo grego, que disse um dia: «Queridos companheiros, não profaneis os vossos corpos com alimentos pecaminosos. Nós temos o milho, temos maçãs que curvam os galhos com seu peso e uvas crescendo nos vinhedos. Há ervas de sabor doce e legumes que podem ser cozidos e abrandados no fogo, nem se nos nega o leite ou mel perfumado com menta. A terra proporciona um suprimento exuberante de riquezas, de alimentos inocentes e oferece-nos banquetes que não envolvem derramamento de sangue ou matança; somente as feras satisfazem sua fome com a carne...»

PLUTARCO, o autor romano, vai mais longe ao dizer: «Podeis realmente perguntar que motivo tinha Pitágoras para se abster de carne. De minha parte, não entendo através de que acidente e em que estado de espírito foi que a primeira pessoa sujou a sua boca com sangue e levou seus lábios em direcção à carne de uma criatura morta, pôs mesas de corpos de animais despedaçados e ousou chamar-lhe de alimento e nutrição às partes que pouco antes haviam bramido e chorado, movimentavam-se e viviam. Como poderiam os olhos suportar a matança em que as gargantas eram perfuradas, a pele esfolada e os membros arrancados?... Certamente não são leões e lobos que comemos para defesa pessoal; pelo contrário, ignoramos estes e chacinamos criaturas dóceis e inofensivas sem presas ou dentes para nos atacar. Por um pouco de carne lhes tiramos o sol, a luz e a duração de suas vidas em evolução»...

LEONARDO D’AVINCI, o grande pintor, inventor, escultor e poeta renascentista, dizia a este respeito: «Aquele que não dá valor à vida, desrespeitando-a, não a merece». Os seus livros e anotações estão cheios de passagens que mostram a sua compaixão por todas as criaturas e lamentava que ... «um número incontável de animais terão seus filhos arrancados, rasgados, barbaramente trucidados», dizendo ainda que os homens consumidores de carne dos animais são «locais do seu próprio sepultamento»... e concluiria dizendo: "CHEGARÁ O DIA EM QUE O HOMEM CONHECERÁ O ÍNTIMO DOS ANIMAIS. NESSE DIA UM CRIME CONTRA UM ANIMAL SERÁ CONSIDERADO UM CRIME CONTRA A PRÓPRIA HUMANIDADE.

JEAN JACQUES ROUSSEAU, filósofo francês, defensor da Ordem Natural, referia que uma dieta vegetariana produziria uma pessoa mais pacífica e compassiva, observando na Natureza fenómenos de comportamento em que os animais carnívoros são mais cruéis e violentos, voluntariosos, enquanto os herbívoros são mais dóceis, pacíficos, e graciosos. Talvez por isso...

LEON TOLSTOY dizia que «Se toda a Humanidade fosse vegetariana, eram impossíveis as guerras»... Acreditava este escritor russo que ao deixar de matar animais, o homem beneficiaria não só em questões de saúde física e psíquica, mas também de ordem económica e social, e sobretudo temperamental. Tolstoy deixou o desporto da caça em 1885, e refutou o pacifismo da alimentação vegetariana, escrevendo no seu ensaio “O Primeiro Passo” o seguinte: «O consumo de carne é simplesmente imoral, visto que envolve a execução de um acto contrário à conduta humana: Matar!». – Aliás, “Não Matarás!” é um dos 10 Mandamentos bíblicos que os homens mais têm transgredido desde tempos imemoriais, nos campos de batalha, guerras, atentados terroristas, etc., sendo ainda um grande chacinador de animais. É preciso inverter esta situação.

Doutro modo, é o próprio ALBERT EINSTEIN (Pai da Era Atómica) que conclui dizendo: «A maneira vegetariana de viver, por seu efeito puramente físico no temperamento humano, exerceria uma influência benéfica sobre toda a Humanidade»... Palavra de cientista!

ADAM SMITH, um grande economista, proclamou mesmo a vantagem duma alimentação vegetariana, sem carnes, dizendo: «Pode-se, de facto, pôr em dúvida se a carne nos açougues é, dalguma maneira, necessária à vida. Grãos (cereais) e outros legumes, juntamente com leite, queijo, manteiga ou mel, propiciam uma dieta mais saudável e revigorante. Em nenhum lugar o decoro impõe que alguma pessoa deva comer carne».

BENJAMIM FRANKLIN, escritor e inventor, viria também um dia a tornar-se vegetariano (aos 16 anos de idade) dizendo que do alimento vegetal «resultou maior progresso, maior clareza de pensamento e mais rápida compreensão»... Isto quer dizer que muitos dos “insucessos escolares” dos nossos jovens seriam reduzidos se alterassem simplesmente o seu modo errado de alimentação, hoje com tanta carne e coca-cola e bebidas alcoólicas nas discotecas no seu modo de ‘diversão’.

O POETA SHELLEY, era um vegetariano convicto que escreveu num ensaio sobre a “Defesa da Dieta Natural” o seguinte: «Que o defensor da alimentação animal seja forçado a uma experiência da conveniência da mesma e rasgue um cordeiro vivo com seus dentes e, mergulhando sua cabeça nos órgãos vitais deste, mate sua sede com sangue quente e fumegante do animal... então, e só então, ele teria alguma lógica». Shelley tornou-se vegetariano quando estudava na Universidade de Oxford e, juntamente com Harriet (sua espôsa), adoptaram esta dieta logo após o casamento. Num dos seus poemas, o “Queen Mab”, ele até descreveu um mundo utópico onde as pessoas não matariam mais quaisquer animais para se alimentar. E assim será um dia, creio eu...

RICHARD WAGNER, por exemplo, (o grande compositor), exprimia a este respeito que «toda a vida é sagrada» e que «uma dieta vegetariana poderia salvar a humanidade das suas tendências violentas e destruidoras, retornando assim ao Paraíso há muito perdido». Aliás, não será possivel um Mundo de Paz, sem guerras e sem doenças, com uma Humanidade que vive e se comporta contra a Natureza, destruindo-a, desrespeitando a vida dos próprios seres com suas inúmeras incongruências.

DAVID THOREAU , dizia também num dos seus livros (“Walden”), o seguinte:«Não é uma vergonha que o homem se tenha tornado um animal carnívoro, predador de outros seres? É verdade que ele pode viver, e vive, em grande medida, da captura e abate de animais; mas isto é uma forma miserável e desumana de tratar os seres inferiores e será considerado um benfeitor da sua raça aquele que ensinar as pessoas a se restringirem a uma dieta sã, simples, inocente, benigna e coerente».

GANDHI, o apóstolo indiano da Não-Violência, pacifista e humanista do século XX, também era vegetariano e dizia: «É necessário que se corrija o erro de que o vegetarianismo nos tenha tornado fracos de mente, passivos ou inertes na acção. Não considero a alimentação carnívora necessária a qualquer etapa de vida do ser humano. Considero a alimentação cárnea inadequada à nossa espécie. Erramos ao copiar o mundo animal irraciona, os carnívoros se somos superiores a eles. Sinto que o progresso espiritual da Humanidade requer que paremos de matar os nossos companheiros neste Mundo, os animais, só para satisfazer alguns dos nossos desêjos corpóreos»... O Mahatma Gandhi (grande alma), sintetizava sua ideia nesta questão: «O grau de cultura e de civilização dum povo conhece-se pela forma como se alimenta e trata os seus próprios animais»...

Enfim, poderia enumerar aqui muitas mais personalidades humanas que defendem o princípio de que o ser humano não é um carnívoro ou um “omnívoro” que devora milhões de cadáveres de animais durante a vida, mas sim um omni-vegetariano que degenerou há muito de sua condição e se tornou na espécie mais violenta, perigosa e predadora do Planeta, por causa de seu modo errado de alimentação.

Para terminar, cito um poema de GEORGE BERNARD SHAW que toca na consciência de muitos ‘crentes’ em Deus (cristãos e não cristãos) que ainda não entenderam a importância fundamental da alimentação pura e natural, para um progresso mais justo e humano na Humanidade Actual que ainda está longe de ser perfeita e transgride as Leis da Vida, da Natureza e da Ordem Universal. Por isso Bernard Shaw se exprimia assim:

“Oramos aos domingos para que possamos ter a luz
Que guie nossas passadas na trilha que partilhamos
Estamos saturados de guerra, o conflito não nos seduz
Mesmo assim é dos mortos que nos fartamos”...



Fica aqui esta dissertação sobre a questão da alimentação.

Pausa para Reflexão!

RUI PALMELA





Postar um comentário