O AMOR.



"O mundo nasceu do amor, é sustentado pelo amor,

caminha para o amor e termina no amor. "

(Provérbio hindu)


Eu Te Amo



Eu te amo

Antes e depois de todos os acontecimentos

Na profunda imensidade do vazio

E a cada lágrima dos meus pensamentos.


Eu te amo

Em todos os ventos que cantam,

Em todas as sombras que choram,

Na extensão infinita do tempo

Até a região onde os silêncios moram.



Eu te amo

Em todas as transformações da vida,

Em todos os caminhos do medo,

Na angústia da vontade perdida

E na dor que se veste em segredo.



Eu te amo

Em tudo que estás presente,

No olhar dos astros que te alcançam

Em tudo que ainda estás ausente.



Eu te amo

Desde a criação das águas,

desde a idéia do fogo

E antes do primeiro riso e da primeira mágoa.

Eu te amo perdidamente

Desde a grande nebulosa
Até depois que o universo cair sobre mim
Suavemente. 
MN


"Mesmo que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;


Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha; profecias, serão aniquiladas; as línguas, cessarão; a ciência, desaparecerá;
Porque, em parte, conhecemos e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três,          
  


     " Mas o maior destes é o amor..."

Carta de São Paulo aos Coríntios 13




QUANTO MAIS ENVELHECIA, QUANTO MAIS INSÍPIDAS ME PARECIAM AS PEQUENAS SATISFAÇÕES QUE A VIDA ME DAVA, TANTO MAIS CLARAMENTE COMPREENDIA ONDE EU DEVERIA PROCURAR A FONTE DAS ALEGRIAS DA VIDA. APRENDI QUE SER AMADO NÃO É NADA, ENQUANTO AMAR É TUDO (...).

O DINHEIRO NÃO ERA NADA, O PODER NÃO ERA NADA. VI TANTA GENTE QUE TINHA DINHEIRO E PODER, E MESMO ASSIM ERA INFELIZ.

A BELEZA NÃO ERA NADA. VI HOMENS E MULHERES BELOS, INFELIZES, APESAR DE SUA BELEZA.

TAMBÉM A SAÚDE NÃO CONTAVA TANTO ASSIM. CADA UM TEM A SAÚDE QUE SENTE.

HAVIA DOENTES CHEIOS DE VONTADE DE VIVER E HAVIA SADIOS QUE DEFINHAVAM ANGUSTIADOS PELO MEDO DE SOFRER.

A FELICIDADE É AMOR, SÓ ISTO.
FELIZ É QUEM SABE AMAR. FELIZ É QUEM PODE AMAR MUITO.
MAS AMAR E DESEJAR NÃO É A MESMA COISA.
O AMOR É O DESEJO QUE ATINGIU A SABEDORIA.
O AMOR NÃO QUER POSSUIR.
O AMOR QUER SOMENTE AMAR.
HERMANN HESSE    


O amor, é o fiel escudeiro do ser humano nos tempos de sua avaliação derradeira.
                                Rûmi no Rubâiyât


Professo a religião do amor,

Em qualquer direção que avancem Seus camelos;
A religião do Amor
Será minha religião e minha fé.

ESCRITO POR IB'N ARABI 





O movimento, que é a existência do universo é o movimento de amor.

O movimento, que é a existência do universo é o movimento de amor.

Ibn 'Arabi,


                                                        
                       "Ama a todos, qual o SOL  distribui seus raios 
                            em todas as direções do Universo, sem nada
                  exigir dos beneficiados."





Os anos de sua presença são curtos como um dia.
E um dia de sua ausência é longo como os anos...
          Omar Ibin Al-Farid


            
É o amor a genuína religião, e a mais sublime lei é o amor; e o toque do tempo fará morrer tudo o que se criar no desamor.                                                          




"Dá-me a suprema coragem do amor, esta é a minha oração. 
A coragem de falar, fazer, e sofrer conforme a Sua vontade, a coragem de deixar tudo para trás ou de ser deixado sozinho.
Fortalece-me em missões de perigo, honra-me com a dor e ajuda-me elevar meu humor para aquele estágio difícil, no qual existem sacrifícios diários em Seu nome.
Dá-me a suprema confiança do amor, esta é a minha oração. 
A confiança que pertence à vida na morte, à vitória na derrota, a potência escondida na mais frágil beleza, aquela dignidade de aceitar ser machucado, e mesmo na dor, desdenhar do ato de devolvê-la."
(Rabindranath Tagore)






Moro na transparência desses olhos,
Nas flores de narciso, em seus sinais.
Quando a beleza fere o coração
A sua imagem brilha, resplandece.
O coração enfim rompe o açude
E segue velozmente rio abaixo.
Move-se generoso o coração,
Ébrio de amor, em sua infância, e salta,
Inquieto, e se debate; e quando cresce,
Põe-se a correr de novo enamorado.
O coração aprende com Seu fogo
A chama imperturbável desse amor



Oceano Infinito
O Amor é um oceano infinito,
Cujos céus são apenas um floco de espuma.
Saiba que as ondas do Amor

É que fazem girar a roda dos céus,
Pois sem o Amor o mundo seria sem vida.
Como se transformaria em árvore uma coisa inanimada?
Os vegetais não se sacrificariam para conseguir seu espírito?
Como se sacrificaria o espírito pelo Sopro cujo perfume engravidou Maria?
Cada átomo é seduzido por esta Perfeição e corre para ela.
Sua pressa diz implicitamente: Obrigado, ó Deus 
Rûmî


Por excesso de bondade,
Ele fez um espelho próprio para refleti-Lo.
O espelho é o coração.
Teu coração deve ser um espelho brilhante e claro;
Olha nele e verás aí Sua imagem.
Farid ud-Din Attar




Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos,
se não tiver amor, sou como um bronze que soa,
 ou como um címbalo que tine.
E ainda que eu tivesse o dom da profecia
e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência,
e tivesse toda a fé,
até ao ponto de transportar montanhas,
se não tivesse amor, não seria nada.
E, ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres,
e entregasse o meu corpo para ser queimado,
se não tivesse amor, nada me aproveitaria.

           S. Paulo




A Rabi´a perguntaram:
“O que é o amor?”
Ela respondeu:
“O amor veio da eternidade
e vai até a eternidade
e jamais foi encontrado,
nos setenta mil mundos,
quem dele tenha provado
sem absorver-se em Deus”.

Rabi´a Al-Adawwya



Houve um tempo em que eu era um homem e ela, uma mulher.
Mas, nosso amor cresceu, até não existir mais nem ela nem eu;
Lembro-me apenas, vagamente, que antes éramos dois
e que o amor, intrometendo-se, tornou-nos um só.

            Poema Sufi da Pérsia




Sopre, oh vento, até onde estiver meu amado.
Acaricie-o e regresse para acariciar-me logo.
Por meio de você sentirei sua mão suave
E encontrarei sua beleza na lua.
Estas coisas são muito valiosas para quem ama.
Podemos viver com elas e nada mais:
Pois eu e ele respiramos o mesmo ar,
E o planeta que percorremos é apenas um.
Ramayana


Cada vida é sensível ao amor. 
Mesmo as coisas inanimadas como as flores,
que não têm consciência, 
compreendem se você as ama ou não.

            G.I.Gurdjieff

Teu amor me tirou de mim,
De ti, preciso de ti
Noite e dia, eu queimo por ti
De ti, preciso de ti.


Não posso dormir quando estou contigo
por causa do teu amor
Não posso dormir quanto estou sem ti
por causa de meu pranto e gemidos.
Passo as duas noites acordado
mas, que diferença entre uma e outra!

Não temos nada além do amor
Não temos antes, princípio nem fim
A alma grita e geme dentro de nós:
- Louco é assim o amor
Colhe-me, colhe-me, colhe-me
Rumi





Procurei o amor, primeiro, porque ele traz êxtase – êxtase tão imenso que eu ofereceria todo o resto da minha vida em troca de umas poucas horas desse prazer. Eu o procurei, também, porque ele ameniza a solidão – aquela terrível solidão na qual uma consciência em pedaços se paralisa nas franjas do mundo num insondável abismo frio e sem vida. Eu o busquei, finalmente, porque na união do amor eu vislumbrei, em mística miniatura, a suposta visão do paraíso que santos e poetas imaginaram. Isto foi o que procurei, e embora possa parecer demasiado bom para a vida humana, foi o que – finalmente – eu encontrei.

Bertrand Russell



Eu Te Amo




Eu te amo
Antes e depois de todos os acontecimentos
Na profunda imensidade do vazio
E a cada lágrima dos meus pensamentos.
Eu te amo
Em todos os ventos que cantam,
Em todas as sombras que choram,
Na extensão infinita do tempo
Até a região onde os silêncios moram.

Eu te amo
Em todas as transformações da vida,
Em todos os caminhos do medo,
Na angústia da vontade perdida
E na dor que se veste em segredo.

Eu te amo
Em tudo que estás presente,
No olhar dos astros que te alcançam
Em tudo que ainda estás ausente.

Eu te amo
Desde a criação das águas,
desde a idéia do fogo
E antes do primeiro riso e da primeira mágoa.
Eu te amo perdidamente

Desde a grande nebulosa
Até depois que o universo cair sobre mim
Suavemente. 


Espalha para longe todas as mágoas do passado

e, sem sonhar com o futuro,

apanha este copo de onde se bebe o esquecimento,

ah!, embriaga-me totalmente!


Só de tocar sua mão,

todos os meus sentidos se aguçam e eu estremeço.

Como procederia eu, se visse o seu corpo,

no qual casam a limpidez da água e o ouro da luz?


Tua sombra,

queres estejas ausente ou próximo de mim

não me deixas nunca.

E minha língua, para alegria minha,

gosta de repetir teu nome, ó meu amor!

Agora eu me dissolvo em chamas.
O teu rosto é o meu paraíso.
Vou morrer de minha sede ardente.
E, no entanto, seus lábios poderiam me refrescar.

            As Mil e Uma Noites





"Diz a lenda que o Senhor, após criar o homem e não tendo nada sólido para construir a Mulher, tomou um punhado de ingredientes delicados e contraditórios, tais como timidez e ousadia, ciúme e ternura, paixão e ódio, paciência e ansiedade,alegria e tristeza e assim fez a Mulher e a entregou ao homem como sua companheira.Após uma semana, o homem voltou e disse:- Senhor, a criatura que você me deu faz a minha vida infeliz.Ela fala sem cessar e me atormenta de tal maneira que nem tenho tempo para descansar. Ela insiste em que lhe dê atenção o dia inteiro...e assim as minhas horas são desperdiçadas. Ela chora por qualquer motivo e fica facilmente emburrada e, às vezes, muito tempo ociosa. Vim devolvê-la porque não posso viver com ela.
Depois de uma semana o homem voltou ao Criador e disse:- Senhor, minha vida é tão vazia desde que eu trouxe aquela criatura de volta! Eu sempre penso nela, em como ela dançava, cantava, como era graciosa, como me olhava, como conversava e comigo e como se achegava a mim. Ela era agradável de se ver e de acariciar. Eu gostava de ouvi-la rir.
Por favor, me dê ela devolta.- Está bem, disse o Criador. E a devolveu.Mas, três dias depois, o homem voltou e disse:- Senhor, eu não sei. Eu não consigo explicar mas, depois de toda esta minha experiência com esta criatura, cheguei à conclusão que ela me causa mais problemas do que prazer.Peço-lhe, tomá-la de novo! Não consigo viver com ela!O Criador respondeu:- Mas também não sabe viver sem ela. E virou as costas para o homem e continuou seu trabalho.O homem desesperado disse:Como é que eu vou fazer? Não consigo viver com ela e não consigo viver sem ela.E arremata o Criador:- Achei que, com as tentativas, você já tivesse descoberto.
Amor é um sentimento a ser aprendido.
É tensão e satisfação.
É desejo e hostilidade.
É alegria e dor.
Um não existe sem o outro.
A felicidade é apenas uma parte integrante do amor.
Isto é o que deve ser aprendido.
O sofrimento também pertence ao amor.


Este é o grande mistério do amor.

sua própria beleza e o seu próprio fardo. Em todo o esforço que se realiza para o aprendizado do amor é preciso considerar sempre a doação e o sacrifício ao lado da satisfação e da alegria. A pessoa terá sempre que abdicar de alguma coisa para possuir ou ganhar uma outra coisa. Terá que desembolsar algo para obter um bem maior e melhor para sua felicidade. É como plantar uma árvore frente a uma janela...Ganha sombra, mas perde uma parte da paisagem.Troca o silêncio pelo gorgeio da passarada ao amanhecer. É preciso considerar tudo isto quando nos dispomos a enfrentar o aprendizado do AMOR.

"(Lenda narrada pelo escritor americano Walter Trobisch,em seu livro "Amor, sentimento a ser aprendido")
                                                          

O Amor...



O amor, quando se revela, 

Não se sabe revelar. 

Sabe bem olhar p'ra ela, 

Mas não lhe sabe falar. 


Quem quer dizer o que sente 
Não sabe o que há de *dizer. 

Fala: parece que mente 

Cala: parece esquecer 



Ah, mas se ela adivinhasse, 
Se pudesse ouvir o olhar, 

E se um olhar lhe bastasse 

Pr'a saber que a estão a amar! 



Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente 

Fica sem alma nem fala, 

Fica só, inteiramente! 



Mas se isto puder contar-lhe 
O que não lhe ouso contar, 

Já não terei que falar-lhe 

Porque lhe estou a falar..



"Fernando Pessoa"





"O Amor...

É difícil para os indecisos.
É assustador para os medrosos.
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor são os
fortes.
Os que sabem o que querem e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois,
e nunca desistir da busca de ser feliz,
é para poucos!"

"Há pessoas que nos falam e nem as escutamos;
Há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam.
Mas há pessoas que, simplesmente, aparecem em nossa vida...
E que marcam para sempre..."

"Há uma doce luz no silêncio, e a dor é de origem divina.
Permita que eu volte o meu rosto para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho como as estrelas no seu rumo."

"Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz. 
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, 
que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, 
outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, 
finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim."

"De longe te hei de amar - da tranquila distância em que o amor é saudade e o desejo, constância."

~ Cecilia Meireles


Postar um comentário