Kabir Das




De acordo com Kabir , toda a vida é um jogo de dois princípios espirituais. Uma delas é a alma pessoal(Jivatma) e o outro é Deus (Paramatma). Em sua filosofia, achava que a salvação é o processo de trazer esses dois princípios divinos em união.
Ele passou a viver uma vida de exílio, viajando  pelo norte da Índia com um grupo de discípulos.
Em 1518, ele morreu em Maghar perto Gorakhpur.



 Kabir - O Om


TODAS as coisas são criadas pelo Om;

Seu corpo tem a forma do Amor.
Ele não possui forma, nem qualidade,
nem pode deteriorar-se:
Busca unir-te a Ele!



Esse Deus sem forma assume, porém,

milhares de formas aos olhos de suas criaturas;
Ele é puro e indestrutível,
Sua forma é Infinita, insondável:



Ele gira em êxtase, e de Sua dança

nascem miríades de formas.



Corpo e mente não se contém quando tocados

de Sua grande alegria
Ele está imerso em todas as consciências,
em todas as alegrias e todas as dores;



Ele não tem princípio nem fim;

Tudo abarca em Sua beatitude



Kabir Das


"Dou risada quando escuto que o peixe na água está com sede.
Você não percebe o fato de que a coisa que está mais viva de todas
está dentro de sua própria casa;
E assim você caminha de um lugar sagrado para outro com um olhar confuso!

Kabir vai lhe contar a verdade: vai onde quer que você queira, para Calcutá ou para o Tibete;
se você não puder encontrar aonde sua alma está escondida, para você o mundo nunca será real!
*
Estudante, faça a simples purificação.
Você sabe que a semente está dentro da castanheira e dentro da semente estão as flores, as castanhas, e a sombra da árvore.
Desse modo, dentro do corpo humano existe a semente e dentro da semente existe um corpo humano novamente.
Fogo, ar, terra, água e espaço – se você não quer o secreto, você não pode ter esses também.

Pensadores, escutem, digam-me o que vocês sabem daquilo que não está dentro da alma!
Pegue um jarro cheio de água e coloque-o dentro da água - agora ela tem água dentro e água fora.
Não devemos dar nome a isso, para que as pessoas tolas não comecem a falar novamente sobre o corpo e a alma.
*
Se você quer a verdade, direi-lhe a verdade:
Escute o som secreto, o som real, que está dentro de você.
Aquele a respeito do qual ninguém fala, diz o som secreto para Si mesmoe foi Ele quem fez tudo isso.
*
Converso com meu amante interior e digo: por que tanta pressa?
Sentimos que há algum tipo de espírito que ama os pássaros, os animais e as formigas -
talvez o mesmo que deu uma radiância a você no útero de sua mãe.

É lógico você estar andando completamente órfão agora?
A verdade é que você afastou-se de si mesmo, e decidiu ir para o escuro sozinho.
Agora está enroscado e esqueceu o que um dia você soube, e é por isso que tudo o que você faz tem em si uma estranha falha.
*
Amigo, espere pelo Convidado enquanto você está vivo.
Mergulhe na experiência enquanto você está vivo!
Pense … e pense … enquanto você está vivo.
O que você chama de “salvação” pertence ao tempo antes da morte.
Se você não romper as cordas enquanto estiver vivo, está pensando que fantasmas vão fazer isso depois?

O que se encontra agora é encontrado depois.
Se não encontra nada agora, você simplesmente terminará num apartamento na cidade da morte.
Se fizer amor com o divino agora, na próxima vida você terá a face do desejo saciado."




Alguns de seus poemas e citações :

Quando uma flor se abre,

nunca é apenas uma flor

- ela ativa um processo;

então, flores continuam a se abrir.

A primeira flor pode ser difícil,

mas as outras simplesmente virão.

A primeira experiência é difícil,

porque você não a permite.

Uma vez que a permitiu,

então não é só uma flor que se abre

- mil e uma flores vão se abrir...






 
 




















ONDE PROCURAR DEUS ?
Onde me procuras?
Estou contigo.
Não nas peregrinações ou nos ídolos,
tampouco na solidão.
Não nos templos ou nas mesquitas,
tampouco na Caaba ou no Kailash.
Estou contigo, ó homem,
estou contigo.
Não nas preces ou na meditação,
tampouco no jejum.
Não nos exercícios iogues ou na renúncia,
tampouco na força vital ou no corpo.
Estou contigo, ó homem,
estou contigo.
Não no espaço etéreo ou no útero da Terra,
tampouco na respiração da respiração.
Procura ardentemente e descobre,
num instante único de busca.
Kabir diz: escuta, com atenção!
Onde está tua fé, lá eu estou.


Dou risada quando escuto que o peixe na água está com sede.
Você não percebe o fato de que a coisa que está mais viva de todas
está dentro de sua própria casa;
e assim você caminha de um lugar sagrado para outro com um
olhar confuso!
Kabir vai lhe contar a verdade: vai onde quer que você queira,
para Calcutá ou para o Tibete;
se você não puder encontrar aonde sua alma está escondida,
para você o mundo nunca será real!


Converso com meu amante interior e digo: por que tanta pressa?
Sentimos que há algum tipo de espírito que ama os
pássaros, os animais e as formigas -
talvez o mesmo que deu uma radiância a você
no útero de sua mãe.
É lógico você estar andando completamente
órfão agora?
A verdade é que você afastou-se de si mesmo,
e decidiu ir para o escuro sozinho.
Agora está enroscado e esqueceu
o que um dia você soube,
e é por isso que tudo o que você faz tem em si uma estranha falha.



O rio e suas ondas são um
surf: onde está a diferença entre o rio e suas ondas?
Quando a onda se levanta, é a água, e quando cai, é
a mesma água novamente. Diga-me, Senhor, onde está a distinção?
Porque foi nomeado como onda, já não deve ser
considerada como a água?
Dentro da Brahma Supremo, os mundos estão sendo contadas como contas:
Olhar que rosário com os olhos da sabedoria.


Amigo, diga-me por favor o que posso fazer
com relação a este mundo ao qual me seguro
e que continua rodando.
Eu abandonei as roupas costuradas e vesti um roupão,
mas notei um dia que o tecido dele era bem costurado.
Então comprei um pano grosseiro,
mas ainda assim joguei-o elegantemente sobre meu ombro esquerdo.
Eu refreei meus desejos sexuais
e agora descobri que fico nervoso com muita frequência.
Abandonei a raiva e agora noto
em mim a avidez o dia todo.
Lutei duro para dissolver a avidez
e agora estou orgulhoso de mim mesmo.
Quando a mente quer quebrar seu elo com o mundo
ela ainda se agarra a uma outra coisa.
Kabir diz: Ouça meu amigo,
existem muito poucos que encontram o caminho!


Esta secreta palavra,
poderei pronunciá-la alguma vez?
Como poderei dizer Ele não é desta meneira
ou assemelhá-lo seja ao que for?
Se digo que ele está dentro de mim,
o universo inteiro se envergonhará.
Se digo que Ele está fora de mim é falsidade.
Ele faz com que o mundo interior e o exterior sejam
indivisível Unidade.
O consciente e o inconsciente: sobre ambos
Ele repousa os pés.
Ele não é manifesto nem oculto: não é revelado,
tampouco deixaria de revelar-Se.
Não existem palavras para dizer o que Ele é.

Kabir Das


Kabir Das, nasceu na cidade santa de Benares (Varanasi), em 1398 e seus seguidores afirmam que ele viveu 120 anos.




Reverenciado como santo por hindus, muçulmanos e sikhs, combateu o fanatismo religioso e proclamou a unidade profunda de todas as religiões.



Teve seus poemas traduzidos do bengali para o inglês por outro grande poeta de sua nação, Tagore, Prêmio Nobel de Literatura.



Traduzido para o português, foram publicados no Brasil pela Editora Attar, sob o título “Cem poemas de Kabir”.



Segundo o tradutor José Tadeu Arantes, o nome que adotou, Kabir Das, 
é uma expressão de sua submissão a Deus e de seu ecumenismo religioso. 
Pois Kabir é a palavra árabe para "Grande". E Dasa, o termo sânscrito para "Servo".
 Kabir Das, o "Servo do Grande.




Segundo os Vedas,
o Incondicionado está além do mundo das condições.
Que proveito há em discutir se Ele
está além de todas as coisas ou em todas as coisas?
Veja tudo como sendo Seu próprio lugar de moradia e
a névoa do prazer e dor jamais entrará nela.
Ali Brahma é revelado dia e noite.
Ali a luz é Sua vestimenta, a luz é Seu assento,
a luz repousa sobre Sua cabeça.
Kabir diz: "O mestre que é verdadeiro é toda a luz."

____________________________

Ó Sadhu! Ouça minhas palavras imortais.
Se você quer seu próprio bem,
examine e considere-as com atenção.

Você afastou-se do Criador, do Qual você brotou.
Você perdeu sua razão, comprou a morte.
Dele surgiram todas as doutrinas e todos os ensinamentos,
eles crescem Dele, saiba disso com certeza e não tenha medo.
Ouça de mim as novidades desta grande Verdade!
De quem é o nome que você canta
e em quem você medita?
Por favor, saia desse emaranhamento!
Ele habita no coração de todas as coisas,
então por que se refugiar nessa desolação vazia?
Se colocar o Guru a uma distância de você,
então, será apenas a distância que você honrará.
Se o Amo estivesse longe de fato,
quem mais estaria criando este mundo?
Quando pensa que ele não está aqui,
você se afasta cada vez mais
e procura-O em vão com lágrimas.
Se está longe, Ele torna-se é inatingível;
se está perto, Ele é a própria bem-aventurança.
Kabir diz:
"Para que seu servo não sofra dores
Ele permeia-lhe por completo.
Portanto, conheça a si mesmo, ó Kabir;
pois ele está em você da cabeça aos pés.
Cante com alegria e mantenha seu assento imóvel
dentro do seu coração.

___________________

O verdadeiro Nome é diferente de qualquer outro nome!
A distinção entre o Condicionado e o Incondicionado
é apenas uma palavra: O Incondicionado é a semente,
o condicionado é a flor e o fruto.
O conhecimento é o ramo e o Nome é a raiz.
Procure e veja onde está a raiz:
a felicidade será sua quando você chegar à raiz.
A raiz irá leva-lo ao ramo, à folha,
à flor e ao fruto.
Esse é o encontro com o Senhor,
essa é a realização da felicidade,
é a reconciliação do condicionado
e do Incondicionado.







Sê forte, então, e penetra teu próprio corpo;
ali tens um lugar sólido para os teus pés.
Pensa nisso com cuidado!
Não te desvies noutra direção!





Kabir diz isto: apenas te desfaz de todo pensamento sobre

coisas imaginárias,
e te mantém firme sobre aquilo que és.






A jóia afundou na lama,


E todos querem encontrá-la.
Alguns procuram-na a oriente,
Outros a ocidente;
Buscam uns na água,
Outros entre as pedras.
Porém, o servo Kabir avaliou-a
Em seu justo valor,
E envolveu-a com cuidado
Na bainha do manto de seu coração."




Eu disse, à criatura sedenta dentro de mim,

que rio é esse que desejas atravessar?
Não há viajantes na estrada que leva ao rio, e não há estrada.
Vês alguém caminhando junto à margem, ou se abrigando ali?





Não há rio algum, nem barco, nem barqueiro.

Não há corda atada ao barco, nem alguém para puxá-la.
Não há chão, céu, tempo, banco de areia ou vau!





E não há corpo, nem mente!

Acreditas que existe algum lugar capaz de aplacar
a sede da alma?
Nessa grande ausência, nada encontrarás.





Sê forte, então, e penetra teu próprio corpo;

ali tens um lugar sólido para os teus pés.
Pensa nisso com cuidado!
Não te desvies noutra direção!





Kabir diz isto: apenas te desfaz de todo pensamento sobre

coisas imaginárias,
e te mantém firme sobre aquilo que és.

Kabir
Dentro deste vaso de barro
Encontram-se os canteiros e os bosques,
E nele está o Criador.





Neste vaso estão os sete oceanos,

E um sem-número de estrelas.
A pedra filosofal e os que louvam suas virtudes
Estão em seu interior;





E neste vaso o Eterno soa, e a fonte mana...

Kabir diz: "Escuta, amigo!
Meu Bem-Amado Senhor está no interior."





Kabir


Não vás para o jardim florido!
Ó amigo! Não te voltes para lá;
É em ti que se encontra esse jardim.





Escolhe teu lugar entre as mil pétalas do lótus,

E contempla desse posto,
A Beleza Infinita.


Não vás para o jardim florido!
Ó amigo! Não te voltes para lá;
É em ti que se encontra esse jardim.
Escolhe teu lugar entre as mil pétalas do lótus,
E contempla desse posto,
A Beleza Infinita.
II
DENTRO dese os canteiros e os bosques,
E nele está o Criador.
Neste vaso estão os sete oceanos,
E um sem-número de estrelas.
A pedra filosofal e os que louvam suas virtudes
Estão em seu interior;
E neste vaso o Eterno soa, e a fonte mana...
Kabir diz: "Escutste vaso de barro
Encontram-a, amigo!
Meu Bem-Amado Senhor está no interior."
III
O RIO e suas ondas são um mesmo fluxo:
Qual a diferença entre o rio e suas ondas?
Quando se crispa a onda, é a água que se eleva;
E quando a onda cai, é novamente e ainda água.
Diz-me, Senhor, a diferença:
Por ter sido denominada onda,
Não mais devemos considerá-la água?
No seio do Supremo Brahma,
Os mundos alinham-se como contas.
Contempla esse rosário com os olhos da sabedoria
IV
"A jóia afundou na lama,
E todos querem encontrá-la.
Alguns procuram-na a oriente,
Outros a ocidente;
Buscam uns na água,
Outros entre as pedras.
Porém, o servo Kabir avaliou-a
Em seu justo valor,
E envolveu-a com cuidado
Na bainha do manto de seu coração."


 Kabir - O Om








TODAS as coisas são criadas pelo Om;

Seu corpo tem a forma do Amor.
Ele não possui forma, nem qualidade,
nem pode deteriorar-se:
Busca unir-te a Ele!





Esse Deus sem forma assume, porém,

milhares de formas aos olhos de suas criaturas;
Ele é puro e indestrutível,
Sua forma é Infinita, insondável:





Ele gira em êxtase, e de Sua dança

nascem miríades de formas.





Corpo e mente não se contém quando tocados

de Sua grande alegria
Ele está imerso em todas as consciências,
em todas as alegrias e todas as dores;





Ele não tem princípio nem fim;

Tudo abarca em Sua beatitude





Kabir Das




KABIR (Poeta e santo indiano) - 1440-1518. 

SOU O IOGUE DE MUITAS ERAS:
Ó, ser liberto, eu sou o iogue de muitas eras não venho, nem vou, tampouco me esvaneço; eu saboreio e desfruto o Som Não-Percutido.
Em toda direção, vejo apenas uma coleção e um folguedo de mim: estou em todos e todos, em mim; sou eu apenas, absolutamente só.
Eu sou o siddha, eu sou o samadhi: eu sou o que silencia, eu sou o que fala; a forma é minha própria forma manifestando o sem-forma.
Eu sou aquele que joga o jogo consigo mesmo.
Kabir diz: escuta, ó sadhu! Já não há mais desejo. Estou flutuando em mim mesmo, em minha própria cabana, brincando sem esforço por vontade própria.

 
ONDE ME PROCURAS?:
Onde me procuras?
Estou contigo.
Não nas peregrinações ou nos ídolos,
tampouco na solidão.
Não nos templos ou mesquitas,
tampouco na Caaba ou no Kailash.
Estou contigo, ó homem
estou contigo.
Não nas preces ou na meditação,
tampouco no jejum.
Não nos exercícios iogues ou na renúncia,
tampouco na força vital ou no corpo.
Estou contigo, ó homem,
estou contigo.
Não no espaço etéreo ou no útero da terra,
tampouco na respiração da respiração.
Procura ardentemen te e descobre,
em um instante único de busca.
Kabir diz: escuta com atenção! Onde está tua fé, lá estou

♥Deixe os outros lutarem, mas você deve permanecer com a lembrança de Deus. Quando o elefante está mergulhado em seu próprio êxtase, os cães começam a latir para ele, mas o elefante ignora os cachorros. Do mesmo modo, você deve permanecer lembrando-se do Senhor continuamente e, se os outros quiserem lutar, deixe-os. Toda espécie de palavras é escrita em folhas de papel em branco. Deixe que as leiam aqueles que se interessam – você deve permanecer apenas lembrando-se do Senhor. 
Fui em busca de uma pessoa má, porém, não encontrei ninguém pior que eu; quando olhei dentro de mim mesmo, percebi que eu era o pior de todos. 
♥Eu não chamo de guerreiros aqueles que combatem com espadas, espingardas e que matam uns aos outros; eu chamo guerreiros aqueles que combatem suas paixões, seguindo as orientações do Mestre.
♥Muitos se aproximam dos Santos com maus pensamentos e muitos com bons pensamentos; porém os Santos recebem a todos, com o mesmo amor e respeito; eles não se molestam com os bons e maus pensamentos que as pessoas possam sentir por eles.
♥Neste receptáculo terreno, o corpo, há bosques e jardins, e nele habita também o Senhor; neste receptáculo, o corpo, estão os sete oceanos e estrelas inúmeras; dentro do corpo está a pedra de toque que põe à prova o teu mérito espiritual; dentro dele está também o Avaliador, o Senhor que te põe à prova. Escuta, meu amigo, as palavras de Kabir: o teu Bem-Amado está dentro de ti.
♥Semeie flores para todo aquele que semear espinhos para você; quando for o tempo de primavera, você terá botões, enquanto, aquele ficará triste por encontrar espinhos.
♥No início, quando eu estava em busca de Deus, pensava que a minha gota de água cairia no oceano do Divino. Mas quando realmente aconteceu, foi bem ao contrário, o oceano caiu em minha pequena gota. 

♥Nunca devemos abandonar a companhia dos Santos e sempre devemos seguir o caminho que eles nos têm indicado.
♥O rio flui para beneficiar a todos e não a si mesmo; as árvores dão frutos para benefício de todos e a chuva deixa cair água para benefício de todos. Os santos também tomam um corpo e vem a este mundo, somente para beneficiar a todos habitantes; eles não têm nenhum outro propósito.
♥Quem és tu? De onde vieste? Onde habita o Supremo Espírito? E como ele joga com todas as coisas criadas? O fogo encontra-se na madeira; mas quem subitamente o desperta? Depois o lenho se converte em cinzas, e para onde vai a força do fogo? O verdadeiro guru ensina que Ele Não tem limite e nem finitude. Kabir diz: Brahma (O Criador) ajusta sua linguagem à compreensão de seu ouvinte.”
Não sou nem muçulmano nem hindu. Meu corpo e minha alma pertencem a Deus Todo Poderoso. 

♥Não vá ao jardim florido, não vá, oh, amigo! Em ti está o jardim e suas flores. Medita no lótus de mil pétalas e ali contempla a infinita beleza.
♥Se uma pessoa lança um insulto e a outra responde haverá uma profusão de ofensas. Mas, no caso de não-reação, a dificuldade acabará. Onde há compaixão, há religião. Onde há avareza, há pecado. Onde há ódio, há negação. Onde há perdão, há o Próprio Senhor.
♥Tendo abandonado as coisas do mundo, esqueci castas e linhagens; minha tecedura é agora no silêncio infinito.
Kabir, tendo pesquisado e se pesquisado a si mesmo, Encontrou Deus em seu interior. 



A COMPANHIA DOS SANTOS: 

Kabir, procura a companhia dos Santos, que destrói as maleitas todas do espírito e faz de ti, afinal, um ser divino. A companhia das gentes mundanas, ao contrário, não passa de maldição, causa de infortúnio sem fim.
Kabir, procura a companhia dos Santos, pois mesmo que tenhas de viver de pão seco, essa companhia é mais preciosa que tudo o mais. Só vem mal das companhias mundanas. Por iso, mesmo que à tua frente se estendam lautos banquetes, vê se te afastas bem deles e nem sequer os provas.
Kabir, procura a companhia dos Santos. É como visitar uma loja de perfumes: mesmo que o dono não te dê perfume nenhum, é inevitável sentires a fragrância que enche a loja com o seu aroma encantador.
Kabir, procura a companhia dos Santos, que o tempo que passas com eles nunca é tempo perdido.
Como sabes, a árvore "nim" torna-se aromática quando cresce ao lado do sândalo fragrante. Assim acontece com a companhia de um Santo Perfeito: faz de ti igualmente um Santo.
Quando, por boa sorte, te é dado ver um Santo, esse momento é o maior, e por ele não é demais sacrificares a vida inteira: pois é o Santo que te dá a Verdade e pelo seu poder muda toda a tua vida, do pecado para a inocência, da demência par a Sabedoria verdadeira.
Foram dias perdidos, completamente, aqueles em que não tiveste a companhia dos Santos.
Uma vez te digo, e torno a repetir: casa em que não há devoção pelo Mestre e onde os Santos jamais são convidados de honra, é casa em que a morte habita em sua tenda, embora pareça que as pessoas estão vivas.
Não procures a companhia dessa gente do mundo, que não tem devoção pelo nome do Senhor; podem ser reis, ou príncipes, até imperadores, mas sem o Nome do Senhor estão arruinados.
Kabir, a mente é como uma ave amante da liberdade, que voa para onde lhe apraz. Come o fruto daqueles com quem faz o ninho: os males do mundo em companhia mundana, a beatitude do Senhor na companhia dos Santos.
Página extraída do Folheto da Sociedade Holosófica de Portugal 
 Kabir Santo e Poeta.
Postar um comentário